quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

O meio...


Sou sagitário, signo fogo no que isso possa implicar, por isso nunca entendi essa história de "o copo estar meio cheio ou meio vazio". Para mim ou o copo tem liquido ou não!
Sei perfeitamente que a frase, tal como tantas existentes sejam elas exportadas ou importadas, tem conotação com aquilo que poderá ser a nossa vida, esteja ela direccionada para o meio cheio ou o meio vazio.
Mas eu vejo as coisas de forma diferente, se ele esta cheio de coisas boas ou não, isso não é o importante aqui, deverá ser absorvido e despejado, para que quando vazio possa ser novamente enchido com novas experiencias e vivencias.
Poderei estar a fazer uma tempestade num copo de água, mas enerva-me as pessoas que se satisfazem com o meio-termo, com a vida fácil… com as facilidades que a rotina pode trazer.
De qualquer forma não somos todos iguais, e cada um é como cada qual e quem sou eu para criticar quem seja, eu que não permito nunca que o façam com a minha. Ou para ser mais sincera permito a pessoas restritas e de suma importância nela.
Não posso no entanto ser conta as críticas, quando são feitas com o intuito de ajuda no crescimento e desenvolvimento sendo elas mais ou menos agradáveis devem ser ouvidas, analisadas e usadas conforme nos convier… agora as criticas porque sim, aquilo que eu chamo o corte e costura… enerva-me soberanamente.
Não entendo as pessoas que conseguem passar um serão a falar de banalidades, da vida alheia… quer dizer entender entendo, basicamente a vida deles é tão nula que para terem algo que valha a pena, vivem a dos outros mas custa-me aceitar.
Principalmente depois da noite que tive ontem, quase perfeita, com trovões, trovoadas, e chuva, lareira e amigos especiais.
Com partilhas, risos, sorrisos e gargalhadas… com entrega… com dadiva… com desejos e partilhas… e tudo isto sem falar de ninguém a não ser de nós mesmos… sem comentar vidas alheias a não ser a nossa.
Serão propício a aquecer a alma e a deixar o copo cheio… e a mente tranquila.
Família não se escolhe, é imposta…supostamente… mas amigos são escolhidos… se forem escolhidos com cautela são um tesouro maravilhoso… agora irmãos de alma são uma dadiva e eu nesse campo tenho o maior dos tesouros… sou uma mulher rica, dona de não apenas um mais vários copos cheios.
A vida é feita de momentos mágicos… e o final de 2010 até esta a ser recheado deles… Modéstia a parte? Eu mereço…

8 comentários:

M. disse...

Há pessoas que vivem e outras que vivem a vida dos outros...(uns pobres)


Claro que mereces! E mais até.

Marco disse...

Disse-me um amigo geek que o copo meio cheio está sempre cheio. Metade com água, metade com ar.

Ana disse...

Ah, minha querida, a magia deste serão, pelos vistos, permaneceu com todos nós, pelo dia fora. Temos que nos juntar assim, mais amiude. Faz-nos falta e faz-nos bem.
Beijos, sis.

Utena disse...

M. a pior pobreza é sem duvida a do espirito
:)

Utena disse...

Marco sem duvida temos de ver sempre as coisas pelo lado positivo... o meu contigo esta sempre cheio e sem ser meio de ar.
Beijos

Utena disse...

Meu amor, permaneceu de uma forma quente... presente e preenchedora.
Temos sim... a magia da irmandade não pode estar tanto tempo longe uma da outra.
Beijos

Anónimo disse...

Copos meio cheios, ou ligeiramente... cheios, não matam a sede ;)

N.

Utena disse...

Nem saciam :)
Bjo