segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Porque Será?

Porque será que ultimamente tenho a impressão de estar literalmente a dar pérolas a porcos?
Não a sério, não estou a querer ser a vítima da zona, a choramingas lamechas... não tenho paciência para isso e sinceramente nem sei ser.
A verdade é que aquele ditado do "Quem mais chora mais mama", não resulta comigo porque não sou de baixar cabeça nem de puxar lustro a quem lida comigo diariamente ou não.
Sou apenas eu, com o que de bom e de mau isso possa significar, não forço a minha presença a ninguém, não peço a presença de ninguém e estou sempre presente para quem precisa.
Peçam ou não, tenho a estúpida mania de estar sempre disponível… uma espécie de ombro amigo/colo grátis/conselho ao quilo…E mesmo tendo eu a fama de ser nua e dura no que digo, sem floreados, passagens de mãos na face ou outros salamaleques que tal, sabem que estou lá para ouvir, ajudar e muitas vezes resolver os problemas… mais vezes causados por eles próprios que outra coisa.
Não posso no entanto deixar de contrastar duas coisas maravilhosas (e sim se já me lés a algum tempo denotarás um sarcasmo por trás desta afirmação):
1º Tirando a quantidade que não enche uma mão, nunca tenho quem ajudo disponível para ajudar…Não que eu siga os conselhos, ou exponha os meus problemas, a quem nem os deles sabe resolver, mas confesso que as vezes a companhia nem que fosse para me fazer erguer os olhos ao céu ia saber bem.
2º Quando por um acaso do destino não estou disponível, porque não posso, porque não me apetece… arma-se o carmo e a trindade… e só não estoira a 3º guerra mundial, porque eu tenho fama de ser mais belicamente destrutível que as supostas armas de destruição maciça que possivelmente haveria no Iraque.
Por isso não posso deixar de chegar a conclusão que no meu caso, a quem não assusta a solidão… que nunca se escondeu por trás de um livro para não demonstrar que esta sozinha numa esplanada… alguém que só por si sente prazer na sua própria companhia… que numa tarde de verão ao pôr-do-sol, não tem problema nenhum de invadir o espaço de “pombinhos” enquanto relaxa tendo como companhia uma caipirinha e os seus botões que o ditado “Mais vale só que mal acompanhada” assenta que nem uma luva.
Porque convenhamos ando demasiado cansada de ser sempre eu a querer… sempre eu a ir… sempre eu a lutar!
Por isso façamos uma experiência como fazíamos no tempo de escola que tantas vezes me faz sentir nostalgica.
Por um mês vou deixar de estar disponível para quem for… atenção, isso não significa que vou virar ermitã… velha chata sempre vestida de chinelos acampada em frente a TV. Não significa que vou desfrutar da minha companhia, da companhia de quem de facto sempre esteve do meu lado para pequenos/grandes momentos partilha…de gargalhadas e de ataques de choro descontrolado… alguém que sabe o que preciso só porque suspiro de maneira diferente… e o resto do mundo… se me quiser terá de vir a mim… com vontade de dividir um serão e não monopoliza-lo… porque senão meus amigos a fonte secou…
Garanto-vos como daqui um mês as novidades deste texto vão ser no mínimo interessantes… no máximo… bem o meu máximo é sempre muito a frente e dificilmente explicável.
Mas uma coisa garanto a velha Utena, mau feitio e indisponível… a Utena que prefere estar sozinha a enfiar-se no meio de um grupo que sejamos sinceros nada trás de novo… esta de volta.
E isso significa que o esta para o bem e para o mal!
Porque de bem levam tudo de mim… de mal também, mas não da maneira como imaginam… Aliás é 1000 vezes pior.
A tempestade continua…só esta ligeiramente disfarçada.

10 comentários:

M. disse...

O vento continua a sopra. Mudou de direcção.

Aguardo os efeitos:)

Anónimo disse...

Ora eu a pensar q as borboletas na barriga eram outras...
Bem, há que correr atrás do prejuízo antes que esses cabelos se elevem lá bem no alto

Ana disse...

Boa, sis!!!
Depois, me contarás :)
Beijo gigante e baboso.

Utena disse...

M.
O vento anda cruzado... eu estou com vontade de lhe seguir as mudanças de humor.
:)

Utena disse...

Anónimo o problema é quando não há sprint que resolva

Utena disse...

Sis,
Advinho guerra... mas cá estarei para ela.
Beijos amo-te

Mega disse...

Rapariga rapariga rapariga,
Esquecestes-te de dizer uma coisa neste teu belo texto e algo muito importante.
Poderás dizer que quem tu possas querer que te ajude ou te oiça não esteja disponível quando tu precisas ou desejas.
Mas esquecestes-te de referir que existe quem esteja sempre disponível e que só te consegue ajudar às vezes depois de sacar o que se passa de uma maneira não linear.
Mas tambem sei que vais ser sempre assim e não te critico por isso.
Apenas relembro alguns factos...
Beijos sorridentes

Utena disse...

Mega, Mega, Mega,
É verdade que eu sou por mim só isolada... concordo contigo... mas eu sei quem esta lá fale eu ou não.
È referente aos outros, os que não estão nem nunca vão estar.
Beijo azul

Salvador disse...

Utena, uma boa noite ))

Depois da tempestade, vem a bonança e com ela a Utena de sempre ))

Utena disse...

Olá Salvador,

Sim verdade, mas sabe os ventos da tempestade trazem sempre mudanças queiramos nós ou não.
Vamos ver o que esta tras.

:)