segunda-feira, 20 de junho de 2011

A propósito das típicas frases feitas

Hoje dei por mim a pensar nas frases feitas… nos provérbios populares que supostamente estão cheios de sabedoria e coisas que tal!
E mais uma vez acabei por chegar á brilhante conclusão, ou não, que na vida as coisas não são tão lineares como pensamos.
Nunca é certo? Senão onde estava a graça desta barafunda toda… As vezes dou por mim a questionar se não haverá lá em cima alguém propositadamente a brincar com a nossa vida como se de um jogo de cartas se tratasse… quando acaba a primeira rodada… pega noutro baralho e embaralha aquilo tudo e torna a dar. Porque só assim se conseguiria explicar como a vida dá tanta volta… como podemos estar em cima hoje… em baixo amanha e no meio depois!
Uma das frases que uso, da quantidade absurda que existe, é a típica “cada um tem aquilo que merece”… e a realidade é que cada vez que a uso deveria esbofetear-me a mim mesma, porque é das frases mais cruéis que pode existir!
A frase é óptima para ser usada quando alguém que nós achamos que merecia um castigo o sofre eventualmente… mas a verdade é será que toda a gente tem mesmo o que merece?
Será que nos devemos considerar acima dos outros e assumir julgamento como justo só porque não concordamos com certas e determinadas atitudes ou formas de agir?
Sejamos honestos todos temos telhados de vida… uns maiores, outros mais frágeis… alguns dissimulados. Mas estão lá e se não estão na totalidade do telhado estão com certeza numa parte dele e nesta vida, e embora não sendo eu jogadora, muito do que vimos, do que observamos nos outros com quem convivemos, tem uma quota pequena ou grande de bluff.
Por isso torna-se bastante limitado para a nossa capacidade sempre pronta de julgamento decidir se o castigo é merecido… se as consequências são as correctas… se o que se esta naquela altura a viver é o correcto ou não!
É fácil fazer o papel de julgadora… da senhora de verdade… daquela que olha e diz “não adiante chorar sobre o leite derramado… cada um colhe o que semeou” (mais duas frases irritantes e erradas), mas a verdade é que temos sempre tempo de mudar e de nos consciencializar que estamos errados… de que devemos mudar formas de pensar ou de ver a vida!
Eu estou em constante mudança… em crescente evolução. Tento ver o mundo todos os dias com olhos diferentes.
Compreender cada dificuldade não como um castigo merecido mas como uma oportunidade que quando bem aproveitada trás frutos! Torna-me melhor do que sou… a um passo do óptimo que poderei ser!
Na realidade o facto de já começar a ter a noção disso com uma maior facilidade faz-me sentir como alguém na noite de estrelas cadentes que consegue agarrar uma com as mãos… e quando a guarda como uma relíquia de algo memorável se sente mais segura… mais humana… mais próxima da realidade do jogo que se joga limpo e com todas as cartas na mesa!
Namasté!

4 comentários:

pink poison disse...

Quanto a frases feitas, sim existem várias que podem rematar uma conversa.
Penso que é uma questão humana e de afectos... deixarmo-nos afectar ou afectar o próximo.
Beijoca

Utena disse...

Pink,

Concordo mas as vezes é preciso não só ver o que afecta como colocarmo-nos no lugar do outro!

Beijinho grande

Clara disse...

Utena, consigo compreender o teu raciocínio, estes provérbios podem realmente ser redutores numa perspectiva mais analista, no entanto, como diz a Pink as pessoas usam-nos como parte do seu lado humano.
Eu não acredito em castigos da vida, acredito mais em responsabilização, cada um é responsável pela vida que cria!
Beijo

Utena disse...

Clara,

Concordo... sim é verdade que a vida como tudo depende do que fazemos com ela... mas as vezes frases feitas são crueis e vira-se o feitiço contra o feiticeiro...
beijinho