sábado, 10 de setembro de 2011

Bom sentir-te


Acordar e ouvir-te no crepúsculo que antecede a manhã… o teu som suave que antecipa o fresco toque que irei inevitavelmente sentir na pele quando me sentires, faz com que a minha pele se arrepie mesmo estando coberta pelo suave embrulho dos lençóis.
Deixo-me ficar na sonolência que me envolve após uma noite sem sonhos que me deixa relaxada e com pouca vontade de sair para o fresco da manhã… fico assim por mais 5 minutos enquanto te ouço do meu lado…em ritmo certo…o som reconfortante que me lembra o dourado do Outono que chega de mansinho dia após dia deixando para trás o triste Verão que nos visitou este ano.
Espreguiço-me lentamente deixando esvaziar pelos meus membros esticados, as ultimas réstias de preguiça... e levanto-me na suavidade da manhã que foge á barreira das persianas corridas do meu quarto.
Paro a caminho de me preparar para o dia que começa e consigo mesmo através da porta fechada do meu quarto ouvir-te… suave… um som fresco e húmido que me deixa a sorrir e com pressa de sair para o dia que me espera.
Saio… sorridente e assim que coloco o pé fora de casa vejo-te na tua plenitude… estendo para ti a minha mão… a minha pele arrepiada e desejosa do teu toque e sinto-o…
Fresco…límpido e húmido. Frio contra a minha pele que ainda guarda o morno da noite que passou.
Suspiro e apercebo-me das saudades que tinha de te deixar tocar-me…envolver-me e deixar-me molhada mesmo que para isso a maquilhagem cuidada que fiz pela manhã se desfaça a cada um dos teus beijos no meu rosto… não me importo nem quero saber…
Tens o condão de me lavar da alma a tristeza que me atormenta nem que seja por segundos em que te sinto e isso para mim conta muito… conta tanto.
Tinha saudades… céus como tinha.
Fazes-me sentir menina outra vez… despertas em mim a sensação que tinha quando corria pelos caminhos chapinhando em poças que criavas quando caias do Céu em mais abundância do que o fizeste hoje… hoje vieste tímida. Caíste suave deixando apenas a tua marca de forma subtil e fresca… mas deixaste o ar limpo…fresco… perfumado.
Adoro o cheiro que soltas da terra quando cais sobre ela… cheira a paz… a coragem e a vontade e inunda-me o espírito dando-me alento para prosseguir.
Fazia falta… não fiques ausente muito tempo...
PS:
Vá confessem que pensaram outra coisa quando começaram a ler o texto =)
Namasté a todos

18 comentários:

Anónimo disse...

Por acaso até pensei que era mesmoo chuva, lol!
Tive a mesma sensação de paz que descreveste... e ssabes como gosto do sol, do calor, do verão... mas confesso que já tinha saudades desta chuva tímida e fugaz....
E saudades dos teus textos acabadinhos de fazer!!! é o que dá escreveres bem, vicias as pessoas, lol!
Beijos grandes
Muita força amiga

OlgaM

Utena disse...

Olga,

Isso é porque me conheces tão bem minha amiga querida =)
Daqueles conhecimentos de alma que não se explica sente-se

Beijo grande minha viciada lol

CF disse...

CHUVA!!!!
Minha amiga, já começo a conhecer a tua escrita...e, desde o começa achei que era algo mais do que parecia!!!lol
Embora a tua escrita possa ser mataforica no âmbito de outros contextos!!! gosto das várias leituras possíveis...:)))
Bjs e qd tiver oportunidade, acredita que irei visitar-te..lol

Eva Gonçalves disse...

Eu também pensei logo em chuva :)) mas está muito bem construído o texto para enganar, :) Olha, hoje chveu quase todo o dia, e não me soube nada bem!! beijinho e namasté

Coisas de Feltro disse...

ai a minha mente perversa... ;)

FireHead disse...

Eu vi logo que era a chuva. :)
Que pena não ter chovido para estes lados. Adoro a chuva. Gosto do frio. O Outono, que já não falta muito para chegar, é a minha estação favorita. Não gosto do calor, não gosto do Verão, não gosto da força dos quantuns de energia solar, tão prejudiciais à nossa saúde...
Viva o Outono! Aquele mês que muitos dizem ser um mês triste por causa das folhas que caem e deixam as árvores despidas. Adoro a sua melancolia e a sua nostalgia.
E a chuva é como lágrimas que caem do céu, algumas vezes juntando-se às nossas por entre as inconstâncias e incoerências das nossas vidas, confortando-nos...

Beijinhos.

Utena disse...

CF,

Comigo tudo e nada é o que parece...
Vem sim vou ter muito gosto em te abraçar apertado.

Beijo

Utena disse...

Eva,

Adoro brincar com as palavras.
Eu pelo contrário adorei a sua visita fresca.

Beijo

Utena disse...

Coisas de Feltro,

Quando se estimula a imaginação... educamos a alma

Beijinho

Utena disse...

Fire,

Serei assim tão evidente?
O Outono é lindo por tudo... pela cor...pelo cheiro. Tudo me atrai no Outono.
Valeu a pena escrever o texto para ler tão apaixonado comentário... Obrigada

Beijinhos

FireHead disse...

Obrigada nada, são 20 euros. :P

M.J. disse...

Admito que o meu pensamento foi para outra coisa...

Tu estás em grande, depois de uma loja toda bonita, agora um texto todo bonito, continua assim que a malta agradece!

beijos

Sharky JP disse...

Muito bom, devias escrever mais, tens muito para dar ;)
Abraço

Rafeiro Perfumado disse...

Eu pensei que se tratava de um gato (com quatro patas), se calhar não tenho uma mente tão perturbada como insinuam! ;)

Beijocas!

Utena disse...

Fire,

Manda lá então os dados para eu te puder pagar os 20€
=)

Utena disse...

MJ.

Olha que eu assim fico convencida e depois ninguém me atura =)

Beijinho

Utena disse...

Sharky JP,

As vezes falta inspiração.
Beijinho e obrigada pelo comentário

Utena disse...

Rafeiro,

Tu tens uma mente sã moço acredita.

Beijinho