domingo, 4 de setembro de 2011

RIP

Adeus anjo da minha vida, conseguimos iludir a senhora de negro duas vezes e foste a mais forte e a mais corajosa das companheiras.
Vou sentir saudades e a tua falta todos os dias.
Amo-te muito e não sou capaz de te dizer adeus... digo-te até breve.
Estarás sempre comigo.

20 comentários:

Nokas disse...

Ohhh, lamento...

Eva Gonçalves disse...

É sempre muito dolorosa a perda de um animal que nos é querido. Só quem nunca teve animal de estimação, não entende... teve provavelmente uma vida cheia e feliz ao teu lado!! beijinho para ti

Anónimo disse...

força. perde-se sempre um pouco de nós quando parte um dos nossos ... amigos de companhia

forte abraço

sofia

Martini Bianco disse...

Lamento imenso :( mas também tenho a certeza que ao contrário de outros cães que morrem à fome, atropelados, ou ao abandono, ela morreu, amada por quem sempre cuidou dela e em família.
Pensa assim :)

CF disse...

Que querido... lamento muito, minha amiga que tenhas de te despedir de um dos teus amigos...Já vi o quanto os amas e deves ter-te sentido triste e eu fico triste por ti :(
Bjs e fica bem

Utena disse...

Desculpem se não comento individualmente mas agradeço a todos o carinho de coração.

Obrigada

Ana Domingos disse...

Utena, lamento muito... Não devem existir palavras que atenuem o sentimnento de perda, mas tenho a certeza que é apenas um "até breve". Nunca nos despedidmos realmente de ninguém, ficamos sempre com um pedacinho da sua alma...

Beijinhos e muita força.

Utena disse...

Ana,

Quem ama os animais como parte da família sabe o que sinto.

Obrigada

L* disse...

Utena, lamento imenso...força!*

Carrie Bradshaw disse...

Amiga, um abraço bem apertado cheio de força. É como dizes...não é "adeus" é "até um dia".

Abraço-te
Bjo grande cheio de carinho

TERESA SANTOS disse...

Utena,

Não sou, de maneira nenhuma, de fraquejar, mas...?
Mas quando penso que a minha companheira de há quase 18 anos tem que partir...
Por isso, porque imagino o que estás a sentir, um grande beijinho, Utena.

Utena disse...

Meninas,

Obrigada de coração.

Beijinhos a todas

António Branco disse...

:(

No ano passado fiquei sem um dos meus gatos... viveu connosco uns 16 anos. Mas, sabemos, nada é eterno... contra isso...
O tempo tudo cura...

Bj.

Utena disse...

António,

Menos as saudades.

beijo

TERESA SANTOS disse...

Passo só para te dar aquele abraço, o abraço da amizade.
Sim, cada vez mais acredito que na blogosfera se podem fazer amigos.

Utena disse...

Teresa,

Acredita que eu sinto o mesmo.

Abraço para ti também.

Obrigada pelo carinho

FireHead disse...

Eu já tive imensos dissabores com os animais. As minhas mãos já enterraram alguns gatinhos.
No ano passado perdi o meu gato mais velho, de 8 anos, que morreu vítima de uma doença que não tem cura (Peritonite Infecciosa Felina), nós que estamos em pleno século XXI.
Para mim perder um animal que nós criámos é uma dor mais profunda do que a dor que muitas das vezes sentimos pela morte de um ser humano. Os nossos animais são uma parte de nós.
Quando os criamos não pensamos que eles vivem bem menos tempo que nós. Infelizmente contra o tempo nada podemos fazer.
Quero acreditar que sim, que hás-de voltar a ser dona dela.
Força!

Utena disse...

Fire,

Obrigada é bom ver que existe quem compreenda bem o que se sente quando se perde estes pedaços de alma

Beijo

Olívia Palito disse...

Lamento profundamente, Utena querida...

Beijo muito grande*

Utena disse...

Olívia,

Obrigada minha querida.

Outro para ti