segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Velhos Hábitos #1

Sou uma mulher de pequenos prazeres, aliás aprendi cedo que são os pequenos prazeres que dão brilho à vida... que deixam aquele doce recordar que pode ser despertado com um odor ou com um som.
Entre esses meus prazeres está a música, adoro música... adoro cantarolar (mesmo que isso me possa originar um abaixo assinado dos meus vizinhos)... sou capaz de associar músicas a estados de espírito...de as usar para relatar algo ou mesmo para brincar com uma situação.
O trabalho que mais me deixou saudades foi de atendimento ao publico numa loja de música... a troca de ideias entre loucos que tal como eu a amam e não vivem sem ela.
Entre os meus velhos hábitos está o de adormecer a ouvir música, adorava aquela sensação de acordar a meio da noite e ouvir a suave melodia de uma canção e deixar-me ficar sonolenta a tentar identificar qual seria... e depois de voltar a adormecer no seu embalo.
Hoje retornei a esse hábito... muito por culpa da minha mãe que sabe dessa minha mania e que me deixou o rádio junto a mesa de cabeceira e me disse pela manha:
"Vê se apanhas aqui a tua estação favorita... não sentes saudades de dormir embalada pelo som da música!"
E como a apanhei sem interferências... e porque prefiro não saber o que vem a seguir... e adoro advinha-las ao primeiro acorde esta noite retomei o hábito... e senti-me voltar ao tempo de miúda.
E acordei com um sorriso nos lábios...
Esperemos que se mantenha.
Namasté

24 comentários:

Anónimo disse...

Igualmente, também tenho a tendencia de associar odores e musicas a situações na minha vida... e como é bom recordar a nossa infância, recordar situações, pessoas....
E sabe bem ter esses miminhos pela manhã, que sortuda :-)
Beijos grandes, espero que esse sorriso se mantenha :-)
OlgaM

Utena disse...

Olga,

Também eu espero e verdade seja dita bem estamos a precisar =)

Beijinho Grande

Pedro disse...

olá Paula, cantar faz bem .... tanto quando estamos contentes como quando estamos tristes , ajuda a libertar o espirito e divertimo nos nesses pequenos momentos como lhes chamas.

beijo
Pedro

TERESA SANTOS disse...

Utena,

Por que teria a mãe tido essa ideia? Teria visto a sua menina tristinha?

Ai, as mães!...

A música? Uma das melhores bençãos quer foi dada ao Homem.

Beijinho.

P.S. Ah, e por favor, não percas nunca o sorriso.

CF disse...

Se é velho, não sei, mas tb eu gosto disso...exactamente como contas...adormecer e acordar com música! Um prazer imenso. Música é vida e acho que foi das melhores invenções do homem! :)
Bjs amiga

Eva Gonçalves disse...

Para mim, a música nunca pode ser "de fundo"... nunca consegui adormecer com o rádio ligado por ex, enquanto estiver ligado, tenho de ouvir a música! :) A vida para mim, seri insuportável sem música...é muitas vezes ela que faz com que ela tenha sentido... e como tenho gostos muito ecléticos, há semepre uma para cada ocasião:) Eu gosto de cantarolar no carro alto e bom som diga-se ...os outros condutores ficam a olhar para mim,rrsss as if I cared... :)) Beijinho

Sutra disse...

Não percas esse hábito... não deixes que o tempo leve o que te dá prazer... neste caso... a música! :)

beijo
Sutra

Rafeiro Perfumado disse...

Ainda hoje associo determinadas músicas a determinados momentos. Uma altura em que não prescindia da música era a estudar, e bem alto!

Beijoca!

Utena disse...

Pedro,

Ao tempo que não passavas por cá, sim é verdade que temos de ter algo que nos liberte a mente... senão não sei o que seria.

Beijinho

Utena disse...

Teresa,

Podem fingir que não vêm... mas não só vêm bem como sentem...
O meu sorriso está sempre por cá... as vezes fica é com licença sem vencimento =)

Beijinho

Utena disse...

CF,

Parece que até o acordar se torna mais suave.

Beijinho

Utena disse...

Eva,

Eu sou de extremos... á noite gosto dela de fundo... baixinha... no carro?
Ui no carro até coreografias existem...

Beijinhos

Utena disse...

Sutra,

Infelizmente as vezes esquecemos os pequenos prazeres...
Ainda bem que temos quem nos lembrem.

Beijinho

Utena disse...

Rafeiro,

Fazia o mesmo... phones nas orelhas e lá ia eu...

Beijinho

TERESA SANTOS disse...

Utena,

Desculpa, mas não resisto.

Este Rafeiro? Ai este Rafeiro...

Uma pergunta ao Rafeiro.

Como é que estudavas a ouvir música "bem alto"?

Pois, entendo, problemas de audição!

NINGUÉM estuda com a música "aos gritos", ouviu Sr. Rafeiro?

Mentiroso!
(não posso pôr a letra mais pequenina, não?)

Utena disse...

Teresa,

Vou deixar o Rafeiro responder mas olha que eu também estudava com música alta =)

Beijinho

Rafeiro Perfumado disse...

Porque, ao contrário do que diz um mito urbano, eu sou um homem que consegue fazer mais do que uma coisa ao mesmo tempo. E a música alta não me perturba a concentração, já o silêncio dá-me cabo dos nervos. Isso ainda hoje se passa, pois não consigo estar a trabalhar sem música. Esclarecida, ó arraçada de inquisidora?

Utena disse...

Rafeiro,

Isso é um mito urbano?
=P

Rafeiro Perfumado disse...

Pronto, urbano e rural.

Utena disse...

Rafeiro,

Eu não acredito nesse mito... acho-te bastante polivalente =P

Viagem Sem Retorno disse...

Gostei muito, aproveito para deixar o endereço do meu blog:
http://viagemsemretorno.blogspot.com/

Utena disse...

Viagem,

Obrigada passo lá depois para dar uma olhada =)

Martini Bianco disse...

Uma coisa que retive deste teu texto é que nem sempre são os trabalhos onde ganhamos mais aqueles que verdadeiramente nos preenchem e fez-me lembrar que há uns 5 anos trabalhei na regie da RTP via Select, um trabalho mal pago mas que me deu muito mais prazer do que faço hoje em dia a ganhar muito mais.

PS: Que o sorriso ainda se mantenha a esta hora é o que espero :)

Bjs

Utena disse...

Martini,

E a beleza dos pequenos prazeres é mesmo essa =)

Espero também que se mantenha mas acredita que as vezes é bem dificil.

Beijinho