sábado, 12 de novembro de 2011

Elas já andam aí


Eu sei que sou picuinhas, esquisita… com pouca paciência para certas coisas que se não se tornaram já enraizadas na nossa sociedade como certas, para lá caminham.
Também sei que sou contraditória em muitas coisas, e que para conseguir prosseguir muitas vezes com aquilo que quero tenho de contornar ideias. E muita delas fixas que mostram uma parte do que sou.
Sou “reclamona”, critico tudo e todos, a mim inclusive e às minhas manias… conheço-me bem e aponto as minhas falhas antes de qualquer pessoa… e tenho a capacidade fantástica (modéstia á parte) de rir de mim. E de fazer os outros rir com pequenos tiques que detecto nos outros e que mais ninguém dá por eles.
Por isso não tenho problema nenhum em criticar o que me irrita e embora saiba que isso irrita para aí muito boa gente e gente de bem, nunca vejo isso como algo depreciativo, uma critica quando feita construtivamente apenas trás algo a ganhar a quem é alvo dela.
Não suporto no entanto o criticar por criticar… a maledicência… aquela que apenas serve para magoar, que quando contra-argumentada com soluções não nos traz nenhuma.
Ora bem explicações feitas vamos pois então a critica de hoje que é… tchan tchan:
As montras de Natal. Ou melhor a más montras de Natal…
Para além de serem feitas no inicio de Novembro, no meu tempo as ruas, as casas, os centros e as lojas eram decoradas no dia 1 Dezembro… e a minha casa e loja continua a ser, parece haver uma competição de quem as torna mais douradas… mais vermelhas…mais brilhantes e mais luminosas que as outras…
É de verdade um assalto mau aos sentidos e á essência do bom gosto.
Já vi de tudo, sapatos em almofadas de veludo vermelho emparelhadas com miniaturas de árvores de Natal (quase me faz lembrar a fábula da Cinderela), a renas iluminadas algumas delas com movimentação de cabeça, Pais Natais com música… instalações de luzes “piscantes” dependuradas nas vitrines… e quando veio a moda do Pai Natal a subir a escada então foi uma invasão deles em todos os sítios possíveis e imaginários… melhor só mesmo se ele desse uma de canalizador e se visse o rego do rabiosque a mostra.
E depois temos os Pais Natais nos centros, todos mal amanhados, com um aspecto de fazer as crianças comerem a sopa e não de se irem sentar no colo do velhote que trás prendas na madrugada de 24. É assustador o percurso que esta época festiva levou, tudo serve para atrair o pessoal às lojas, e não acho mal, em alguns casos as caixas fazem-se nesses dias, mas precisava de ser tudo tão “pé de chinelo”? Copiam tudo de fora, menos o bom gosto?
E as musiquinhas? Aquelas do Coro Santo Amaro de Oeiras (sem ofensa) que já tem anos de existência mas que continuamos a levar com elas em todas as superfícies comerciais que vamos… com elas ou com os Wham ou com a Mariah Carey… todos os anos a mesma coisa, se formos assíduos quase conseguimos saber as faixas que vêm a seguir.
E os sorrisos inexistentes nas lojas… o mau atendimento apenas porque têm mais gente… os encontrões… as caras sisudas… sem um alegre Feliz Natal, que existia quando se faziam as coisas na data certa e não com meses de antecedência.
Eu ansiava pelo Dezembro, não apenas porque faço anos nesse mês, mas porque acho um mês bonito com as suas decorações e as caras alegres que se encontravam… aliás eu ia todos os anos a um centro em Cascais porque o Pai Natal era sempre o mesmo, daqueles velhotes amorosos com grandes olhos azuis que têm a cara de avô… cujo carinho se sentia nos olhos… fazia questão de lhe dar um beijo e desejar Feliz Natal, mesmo já com os meus 30… deixou de lá estar, agora está um individuo de barba e barriga falsa… muitas vezes com sotaque brasileiro que apenas quer despachar aquilo como se trata-se da fila do banco.
Sinto-me triste, com esta época que existe agora, quase que roubada da inocência que se sentia nela…
Certas coisas mudam e eu não as consigo acompanhar… fico na minha mesmo que seja sou eu a sorrir quando entro em algum sitio… mesmo que apenas eu deseje um Santo Natal a quem entra.
Aqui no sonho faço questão de manter a tradição, a montra só será decorada a 01 de Dezembro… e vocês depois podem criticar se quiserem… desde claro que seja construtiva.

8 comentários:

Anónimo disse...

Ai amiga, não te critico, muito pelo contrário, concordo contigo!
Decora a tua loja no dia 1 Dezembro, mantem-te fiel a ti própria e às tradições!De facto é verdade, a malvada tendência de copiar o que é de mau gosto.... os malditos Pais-Natal insufláveis pendurados em todo o lado, as decorações luminosas mesmo ao estilo americano! Ainda hoje vi lojas já completamente decoradas para o Natal... faz sentido? no dia 12 Novembro??? Na minha opinião não... não percebo porque se forçam as coisas... não faz mais sentido ser como era antigamente, no dia 1 Dezembro, o mês do Natal? Por este andar hão-de começar as decorações de Natal em Setembro ou Outubro!!
Enfim, pelo menos há pessoas como tu que vão mantendo as tradições e o bom gosto!
beijinhos grandes,
OlgaM

Utena disse...

Olga,

É demais esta mania de se ser igual aos outros...
E quem prima pela diferença não se safa...ou é apelidada de snob =)

Beijos

FireHead disse...

Concordo. Parece que mataram o verdadeiro espírito natalício com todo esse consumismo feroz e desenfreado... e também muito paganismo. O que fizeram ao bispo São Nicolau é imperdoável, mas pior mesmo é na época de Natal já muita gente se esquecer do verdadeiro Herói, em detrimento do velho de barbas que tem um trenó puxado por renas voadoras...
Ainda assim a verdadeira quadra natalícia - quando bem celebrada, entenda-se - continua a ser para mim a melhor altura de todo o ano. O Natal é, aliás, bonito por isso mesmo. É quando encontramos o amor que existe fora de nós.

Beijinhos.

CF disse...

Eu concordo contigo Utena!!!
Um horror de mau gosto...só exploração comercial!!! além disso, começo a ficar farta de Natal muito antes!!!
Para mim, o Natal nunca mais foi o mesmo...acho que se deteriorou o seu significado.
A tu decisão é acertadíssima, assim depois de toda a gente estar farta de montras horríveis, tu surges com a tua numa de refresh...sábia!! :)))
bjs

Nokas disse...

Faz como sempre fizeste :)

Utena disse...

Fire,

A culpa continua a ser como sempre de todos.
Sim o espírito torna o Dezembro lindo quando se consegue dividir as águas.

Beijinho

Utena disse...

CF,

Tem de se marcar pela diferença.
Pelo menos tento.

Beijinhos

Utena disse...

Nokas,

Assim farei