quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Falemos então de Ilusões


Sabem porque é que uma das artes circenses que mais adoro é o ilusionismo? Porque o Homem cria com o corpo a ilusão que nos inebria os sentidos.
Na nossa vida e quando nos deixamos levar nas asas da ilusão, assumimos o papel do mágico embora sem fumos e cores. Nada tenho contra a ilusão, vejo nela o intervalo que muitas vezes necessito para descansar da real frio que nos rodeia todos os dias.
E nunca confundo o sonho…ou o idealismo com que gostaria que algo acontece-se com a ilusão de algo que poderá ou não acontecer.
Porque a ilusão é mesmo isso, criar a fantasia do que gostaríamos que realmente fosse acontecer no que estamos a viver.
Seja ela numa relação de amor ou amizade, seja ela num encontro… numa entrevista de trabalho…todos nós fazemos o filme iludido do que vem no futuro e raramente analisamos as coisas a frio.
E também não concordo quando chamam a alguém que gosta de uma ilusão, iludida… para mim uma ilusão é a fantasia do que gostaríamos em detrimento do que realmente é… mesmo sabendo que A+B=C, mas que por momentos, nem que sejam breves, criamos na nossa mente aquilo que nos iria deixar felizes…
Iludida é alguém que facilmente é enganada… e que nem se apercebe disso ou então e muito pior não aprende com isso.
Mais e acreditem se quiserem, muitas vezes o fim do relacionamento para mim torna-se mais doloroso não porque acabe (querendo ou não, nós sabemos sempre quando isso está para acontecer) mas porque mais uma vez a ilusão ficou por isso mesmo… por mais um espectáculo de cores e fumos.
Já fui confesso muito mais adepta da ilusão… também já fui algumas vezes iludida… mas a vida faz com que dividamos as águas de uma forma tão clara que no fim é quase como se o mágico no término do espectáculo nos explica-se o truque, e quando assim é acaba a magia… desfaz-se a ilusão.
Mas gosto, gosto muito aliás de ouvir quando dividem comigo as suas ilusões… mesmo sabendo que em quase todos os casos nenhuma delas se vai concretizar e adoro mais ainda quando lutam por elas, sem desânimo quando o inevitável desfecho se realiza.
E incentivo sempre a que sigam em frente, em busca da sua mais perfeita ilusão, desde de que veja que isso não irá fazer ninguém sofrer… porque não haveria de incentivar? Se isso faz com que no rosto de quem eu gosto se ilumine um sorriso sonhador.
E depois? Depois estarei aqui na mesma para afogar mágoas ou contar piadas parvas que se não aliviam pelo menos atenuam.
Sim as ilusões são pequenas magias que temos na nossa vida… quase como o pó da Sininho do Peter Pan… tem pensamentos positivos só assim podes voar…
E o melhor? É que podemos na mesma crescer que não vai ser por isso que deixaremos de ir a Terra do Nunca…
Esta semana uma das minhas ilusões foi-se… não porque algo tenha mudado ou estragado o que a criava… apenas porque me cansei de a direccionar naquela direcção. E o engraçado? Nem sabia que estava assim tão cansada…
Mas a pergunta na voz rouca:
Ø  Estás mesmo bem?
E a sinceridade da minha resposta quando disse que sim fizeram o clique…
Terminou uma… venha a próxima.

“Tirai ao homem comum as ilusões da sua vida e roubais-lhe a felicidade”
Henrik Ibsen

Namasté

14 comentários:

Nokas disse...

Como alguém disse, ilusões não passam disso :)
Mulher, tu és uma força da natureza!!!

M. disse...

Toda a gente vive numa ilusão... Em qualquer coisa como disseste, por isso talvez é que há variadas formas de tentar persuadir isso da mente como "O não é garantido", "ver para crer"...
Há que sempre querer ver mais à frente mas não tentar adivinhar porque aí a vontade vai sempre persistir...
Independentemente do que tenha acontecido espero que a motivação e a vontade da conquista não te abandone ;)
Beijinho

Álvaro Lins disse...

A ilusão é o pão da mente (na dose adequada)!
Quando uma ilusão se "desfaz"...outra está a caminho. "E o caminho faz-se caminhando"
Bjo

Anónimo disse...

"Não te separes das ilusões. Quando elas se forem, talvez continues a existir, mas é certo que já não viverás." (Mark Twain)
São inevitáveis e indissociáveis de tudo ou quase tudo o que fazemos, o que vivemos... fazem parte de nós, do que vivemos. Não abro mão das minhas e quando elas se vão (e é difícil e é doloroso) fica tudo o que vivi, ficam os sonhos feitos e desfeitos, as lembranças.... o tentar em vão persegui-las mesmo quando sei que tenho de as deixar ir! Podem ter-se desfeito mas vão continuar sempre comigo as pegadas dos seus efeitos!
beijos grandes amiga e sigamos para a Terra do Nunca,
OlgaM

Salvador disse...

Bom texto, Utena...))

Utena disse...

Nokas,

Sou apenas eu e o que a vida fez de mim...

Beijinho

Utena disse...

M.

A beleza da ilusão não está no que não se consegue mas no que se deseja conseguir =)
E sim já sabes como é... temos sempre de seguir em frente

Beijinho

Utena disse...

Álvaro,

Sem dúvida... um passo e um dia de cada vez

Beijinho

Utena disse...

Olga,

Já tivemos as nossas ilusões conjuntas e sabíamos as duas que não ia dar em nada.
Mas isso não significou que as abandonássemos e isso faz no fim toda a diferença.

Beijo

Utena disse...

Salvador,

Obrigada =)

Rafeiro Perfumado disse...

Se o sonho comanda a vida, a ilusão comanda o sonho, ou pelo menos tenta. Beijoca.

Utena disse...

Rafeiro,

Nem mais é isso mesmo.
=)

Hesíodo disse...

A ilusão é igual ao chá!

Utena disse...

Hesíodo,

Explica lá isso por favor...
Bem-vindo