quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Ai ka nervos!

(Imagem DAQUI)
Sou daquelas pessoas que as pequenas coisas mexem com os nervos... daquelas loucas que toleram o fim do mundo e lhes salta a tampa com o cair de uma pena quando tento descansar.
Talvez seja esta minha mania de deixar encher o saco, de tentar controlar a língua que as vezes tem vida própria. O problema é que quando rebenta a bolha acaba por ter danos colaterais onde não deve.
Por isso este ano decidi não deixar encher... nem perder tempo com o toma lá dá cá... diz o que quer, ouve o que não quer... e se algo me irrita solenemente digo logo.
E uma das coisas que me mexe com os nervos de uma maneira ridícula é a mania que as pessoas tem de tomar banho de perfume... Chamem-me picuinhas... o que quiserem. Fico literalmente com os nervos em franja quando o meu caminho se cruza com essa espécie.
E o pior é quando se cruza com as tiazocas que falam "assim tá a ver" entro em loucura... se fosse canídeo seria a fase em que perseguia a minha própria cauda.
Tenho de começar a contar de 1000 para trás... relembrar frases de um livro... tudo para tentar evitar que me saia alguma tirada muito má pela boca fora.
Não entendo a sério é para quê? Para cobrir o facto de não tomarem banho todos os dias? 
Alguém lhes disse que os perfumes agora também entram em saldo e então é pulverizar à louca?
A mim se algum homem se aproxima a cheirar a perfume que tresanda tem menos hipótese que aqueles que quando terminam o dia não cheiram assim tão bem pelo menos são genuínos e não uma qualquer publicidade enganosa de uma marca marada.
Ontem foi um dia cansativo... ando em inventários e é sempre daquelas pinceladas que até dói porque por mais que se saiba o que existem em armazém convém sempre fazer uma vistoria para ter a certeza e a minha paciência estava em limite baixo... já confesso a trabalhar em sistema de back up e quando fui à casa de banho estava lá não uma mas duas... a falar alto e com um cheiro intenso e misturado de perfume que não só me deixou enjoada como com uma dor de cabeça surreal.
Ainda tentei ir fazer o que ninguém faz por mim... fechar os olhos e realizar ciclos respiratórios (que foi a chamada ideia de merda porque ainda levei com mais cheiro pelas narinas acima) e não resisti...
Quando saí e estavam elas na conversa deveras interessante (está a ver) e não resisti:
"Sabem minhas senhoras... o IVA que aumentou foi o da luz... sério! O da água continua a 6%" e a cara delas confesso que foi o melhor disto tudo.
E bom? O bom é saber que se acham tão cheias de si mesma que podem na mesma entrar na loja e não me vão reconhecer... 
Mas não entraram porque com aquele cheiro? O mais provável era ficar com a roupa a tresandar a um cheiro que nem o diabo usaria.
Pergunto-me eu e o bom gosto onde anda?
Dasse!


10 comentários:

Nokas disse...

O primeiro paragrafo descreve-me na íntegra :)
Tinha um vizinho que todos os dias de manhã deixava um rasto tão grande de perfume no elevador que mais ninguém o usava até a hora de almoço!
Essa tua resposta foi absolutamente inteligente, imagino a cara delas :)

Utena disse...

Nokas,

Fiquei com ideia que não entenderam muito bem =)
Mas a cara foi impagável mesmo

Anónimo disse...

Então tu foste incomodar as pessoas quando estavam a fazer as suas necessidades? lol
Banha-se em perfume tanta gente, ainda hoje passei por um espécime desses, mas são pessoas que não têm olfacto e por isso usam muito perfume para poderem sentir a fragancia maravilhosa de perfumes com cheiro de insecticida, lol
Quanto ao bom gosto? pois, boa pergunta, quando descobrir a resposta digo-te :)
Beijinhos
OlgaM

Utena disse...

Olga,

Euuuuuuuuu?
Elas é que incomodaram as minhas necessidades básicas de bom gosto...
Fico a espera da resposta... vá vai lá descobrir.

Beijo

FireHead disse...

Mas foi mesmo assim que o perfume surgiu, em França, precisamente para esconder o cheiro já que era raro as pessoas se lavarem.

Por mim voltava-se ao antigo: sabão azul para todos! E já agora duches de água fria também... :)

Martini Bianco disse...

São dois tipos de comportamento que também me desagradam, especialmente o segundo, pois o primeiro felizmente não convivo com muitas pessoas com esses tiques verbais, agora do segundo já padeci um pouco. Em tempos dividi casa com gente que deveria confundir perfume com insecticida de tão forte que era e o pior é que ás vezes estava no meu quarto e aquele cheiro nauseabundo chegava a entrar no quarto e acordava. Fizeste-me reavivar algo que já estava quase esquecido. Mau :)
Bjoka

Utena disse...

Fire,

Sim é verdade mas as pessoas evoluem não?
Ou pelo menos deviam...
O meu perfume por exemplo nem toda a gente o consegue usar mas com conta peso e medida não fica a invadir o sistema olfactivo de ninguém.
Uma coisa é:
"Já sabia que cá estavas... cheirou a ti" outra,
"Credo vê-se bem que já cá estás"

=)
Beijo

Utena disse...

Martini,

Recordações são boas... mesmo as olfactivamente traumatizantes =)

E tu és do que me parece pertencer a categoria dos que deixam a marca suavemente =)

Beijo

Olívia Palito disse...

Utena dear, acho que vou imprimir este texto e entregar à minha sogra, pode ser que ela ganhe vergonha e deixe de tomar duche de perfume! [Até fico enjoada... Blhac!]:P :P

Até digo mais: quem usa perfume em demasia, devia levar uma multa! (E olha que eu sou uma doida por perfumes, em dose q.b. claro!)

Beijinhos!

Utena disse...

Olívia,

Não faças isso ou ela ainda te toma de ponta mulher e sogra zangada não é nada bom =)

Beijinhos