sábado, 28 de janeiro de 2012

A beleza imperfeita

(Homenagem aos patinhos feios do liceu como eu... que depois a vida fez ser cisnes... mais ou menos desengonçados)
 
O caminho para o reencontro dos antigos estudantes estava iluminado com velas altas e brilhantes… era fácil de seguir sem ter de prestar muita atenção a sinalização que indicava com letras douradas o primeiro reencontro da turma de 98… Deveria sem dúvida ser coisa da Rita, ela sempre tinha gostado de ser o centro das atenções.
Michelle respirou fundo perguntando-se novamente o que lhe teria passado pela cabeça para ter aceite o convite que lhe tinha sido enviado para a velha casa dos pais.
Parou a sua velha Diana, junto ao Porche que pela ostentação só poderia ser do Jonas, o menino bonito da turma… saiu devagar olhando com carinho a sua velha amiga que nunca a deixava na mão e seguiu o caminho até ao velho ginásio… palco do maior terror da sua vida.
Sempre tinha sido o patinho feio da turma… de óculos e jeito desajeitado era sem dúvida o saco de pancadas prefiro…
Endireitou os ombros e falou baixinho:
“Deixa-te disso há muito tempo que não és a Mitch balofa, caixa de óculos… és directora da maior empresa da região… destróis os teus oponentes com um simples olhar. Compõe a armadura!”
Assim que os seus olhos se adaptaram á penumbra observou o local, sorriu de si para si… “Quem diz que as pessoas evoluem depois de sair do liceu está bem enganada”
Lá estava o grupinho das famosas barbies… podiam ter saído agora de uma aula… o grupo dos desportistas… os sedentos de atenção… os cromos… e ela onde se enquadrava agora?
Se o 1º lhe dava vómitos… o 2º apenas vontade de rir… os cromos sem dúvida, pelo menos a conversa variava.
Aproximou-se devagar a pensar na evolução da sua vida… de caixa de óculos desajeitada, passara a mulher segura, de porte imponente e resposta sempre pronta…
Ouviu um sussurro… “Será que a Mitch balofa vem?”… “Quem é aquela que está a passar conheces?”
Sorriu: “Mais um pouco não precisam de saber quem eu sou… questionem-se”
Antes de chegar ao grupo escolhido, foi interceptada pelo Jonas… “Sim – pensou - continua uma bela espécie de homem… ou melhor de género!
Pois de homem ele não tem nada, pensa mesmo que ainda existe miúdas que caem na sua lábia de engatatão?”
“ – E tu bela flor quem és? Não estarás enganada? Eu lembrava-me de ti se fosses da turma. Vens a acompanhar alguém?”
Michelle não se engasgou no champanhe por sorte… demorou 2 segundos a pensar e olhou para o Tomás… continuava solitário… afastado… e lindo como o caraças… por onde tinha andado naqueles anos? E porque raio não tinha as barbies todas a rodeá-lo?
Foi rápida na resposta…”Vim com o Tomás… mas faço parte da turma de certeza que não te recordas de mim?”
Tomás levantou os olhos assim que ouviu o nome…um rasgo de reconhecimento nos olhos… dirigiu-se para ela… “sempre tivera aquele andar felino?” e parou do seu lado colocando o braço na sua cintura:
“Estava a tua espera. Chegaste á muito?”
“Não acabei de chegar!”
A cara do outro era deliciosa de se ver…um misto de tentativa de reconhecer com um rasgo de incredulidade.
“Então não me vais dizer quem és?”
“Não. Puxa pela memória!”
Afastou-se com aquele ar que sempre ficava nas provas de matemática, procurando ajuda em algum colega receoso que atravessa-se no seu caminho.
Tomás sorriu e disse:
 “Sempre soube que havia um cisne aí de baixo Michelle… estava difícil de sair cá para fora! Que te passou pela cabeça para dizer que vinhas comigo?”
“Lembraste a muito tempo atrás quando me gozaram a força toda na traseira da escola? Quem foi que me estendeu a mão?!
“Verdade e olha que me deves um gelado desde dessa altura!”
“Devo não devo? Queres ir comer um agora?”
Tomás soltou uma gargalhada concordando e perguntou alto:
“Ainda tens a Diana?”
E quando saiam os dois…o rasgo de reconhecimento foi geral… mas não importou mais…
No dia seguinte acordaram juntos e nunca mais se separaram!

8 comentários:

o guardador disse...

viva os patinhos!!! fizeste-me lembrar a canção dos patinhos mas em italiano... um devaneio meu, não ligues. bela história sim senhora :)

Lux disse...

Tens o dom da palavra querida...

lux

Utena disse...

Guardador,

Parli italiano? La mia lingua preferita?

Obrigada =)

Utena disse...

Lux,

Obrigada querida =)

FireHead disse...

Isso não é justo! Eu sempre fui um patinho feio e continuo a sê-lo, não virei cisne!! T_T

Utena disse...

Fire,

Tu és um cisne moço... deixa-te de coisas a beleza não está no exterior

Anónimo disse...

Gostei muito...muito bem escrito... conseguiste transportar-me lá para a festa! Parece que estava a ver os grupinhos, dos atletas, das barbies, dos marrões... e eu com mais 2 ou 3 pessoas que não se encaixavam em nenhum deles...
Obrigada pelo conto!
beijinhos,
OlgaM

Utena disse...

Olga,

Nós tínhamos-nos dado bem no liceu... =)

Beijos e obrigada