quinta-feira, 15 de março de 2012

Falemos de simbioses


Diz o amigo dicionário que simbiose é a associação de dois ou mais seres de espécie diferente, que lhes permite viver com vantagens recíprocas e os caracteriza como um só organismo…
Dá que pensar não dá?
Eu adoro a sensação que se sente quando se vivencia a simbiose… aliás é algo que não saberia viver sem, porque para mim é mais a partilha inesperada que se recebe de onde menos se espera…
Uma troca de olhares com um desconhecido na paragem de autocarro… Um sorriso sarcástico que se dá por algo que nos incomoda e que é entendido não por quem nos conhece mas com quem pouco nos relacionamos… uma viagem nas folhas de um livro que nos deixa tristes…apaixonadas… irritadas ou alegres.
O contar o que nos aflige no momento a alguém que não conhecemos mas com quem as lides da internet nos permite “esbarrar”.
E o bom disto? É que dura tanto ou mais tempo que uma troca de emoções mais longa, quantas vezes deram com vocês a recordar a passagem daquele livro… a divagar na cor de olhos do moreno que se cruzaram no supermercado…ou a imaginar com carinho aquele casal de idosos por quem passaram no jardim?
Simbiose para mim é uma lufada de ar que todos temos direito a ter se nos predispusermos a ela, porque na nossa vida vivemos tanto a altas velocidades que no fim? Não vivemos nem metade do que deveríamos.
Por isso absorvo cada bocadinho que me dão e dou sempre que querem receber… e acreditem sabem tão bem e as surpresas são tão agradáveis que aquelas que temos e que nos influenciam negativamente apenas ficam como uma estatística no gráfico que vamos construindo no nosso dia-a-dia.
E quando se sente e se faz inconscientemente sabe melhor ainda porque é sentida sem problemas que nos assolam a mente:
- Vou rir da piada que ela contou… mas deveria nem é para mim!
- Digo bom dia ao estranho de olhar sedutor? É melhor não porque pode pensar mal de mim!
Já passei por elas todas…hoje em dia? Estou literalmente nas tintas para aquilo que possam pensar de mim… rio mesmo que a conversa não seja comigo… meto-me com quem quero mesmo que seja comprometido… digo olá ou muitas vezes nada digo e apenas sorrio porque me apetece mais que não seja ver o brilho nos olhos de quem me retribui e sabe bem!
Não mentira sabe muito bem!
Procuro quem na aparência ou na sua forma de estar pouco parece ter de sintonia comigo para me surpreender com as sintonias que temos… com as simbioses que trocamos.
Não sou mulher de grupos… nem sequer vou com à amiga a casa de banho… detesto aquela gente que anda com quem pensa igual… ri igual…veste igual… não aprendo nada com elas…não ensino nada.
Gosto de estar naqueles grupos que a primeira vista o que parece é que nada temos em comum mas onde nos rimos e os temas de conversa fluem como rios em direcção ao mar…
Tenho uma amiga que diz que eu muitas vezes parece que tenho mel (e isto não é ser cagarolas nem me estar a armar aos pingarelhos não consumo disso) mas sei porque ela diz isso… porque na realidade relaciono-me com toda a gente como se fossemos os maiores amigos… mas tenho sempre em conta que entre os melhores amigos são infligidas as piores facadas… já senti…nunca dei!
Mas no fundo dou a quem quer aquilo que de melhor tenho a minha essência sem corantes nem conservantes… só aguenta quem pode e não quem quer…
Mas quando isso acontece?
A simbiose é fantasticamente envolvente!
Se dura um dia, uma semana, um mês ou anos? Não é o que importa…viver o momento fez de mim quem sou para o bem e para o mal… e não me queixo!
Namasté!

22 comentários:

Anónimo disse...

Verdade, por vezes sentimos empatia com quem menos esperamos, com quem aparentemente nada tem a ver connosco...tambem não vou em grupos, nunca fui, nem na escola, acreditas?!
E muito bom é chegarmos a essa fase em que nos estamos borrifando para o que possam pensar de ti! É como dizia alguém :"Existe um caminho que vai dos olhos ao coração sem passar pelo intelecto." sem racionalizarmos as situações....e reagirmos também sem pensarmos "o que vai fulano pensar de mim?"
Vive, vive muito, vive bem, sê Feliz, sê autêntica!
beijos muito muito grandes amiga,
OlgaM

Utena disse...

Olga,

Foi assim connosco não foi?
Duas estranhas...parecia nada em comum na realidade irmãs de alma...
São essas as que marcam e que nos deixam agradecidas de quem quer que tenha sido nos tenha colocado nesse caminho.
Os teus votos são os mesmos.

Beijos

Nokas disse...

Às vezes aquelas pessoas que nada parecem ter a ver connosco são aquelas com que mais nos identificamos :)

Utena disse...

Nokas,

E são elas que fazem a diferença...
Mas infelizmente o medo do desconhecido é algo ainda muito enraizado

BeautySecrets disse...

Adoro o teu blog, já o sigo! :)
Passa no meu e segue-o também, tenho uma proposta de part-time ideal para ti!!!
É um part-time que não nos ocupa tempo nenhum, não temos obrigações, não temos de ter experiência de vendas, basta mostrar o catálogo (ele vende-se sozinho, basta mostrar...) e ainda temos descontos em todos os produtos para nós!!!
Se te inscreveres agora pela ficha de inscrição no meu blog, na tua 1ª encomenda receberás GRÁTIS o conjunto Full Moon no valor de 15,80€, que inclui um desodorizante, um creme para o corpo e um sabonete, que poderás vender ou ficar para ti!!
Beijinhos e até já*

Black Angel disse...

Li o que escreveste..parecia que ME estava a ler..

Identifico ME em cada palavra..já cheguei a pensar que não era normal..e cheguei à conclusão que..não sou mesmo.e gosto de não o ser ;)

Beijos..adoro ler TE

Gadreel disse...

Detesto o normativo, a igualdade, só pelo parecer bem...não é o meu mundo...de todo!


beijo


ps: a coisa que a mim mais me envolve é, sem dúvida, um olhar. Um olhar daqueles que nos deixa sem respirar, mesmo que seja um olhar de fugida...mas que nos vê a alma!

JP disse...

Olá encontrei-te outra vez:)) Beijos!

Utena disse...

Beauty,

Bem-vinda antes de mais passo no teu blog sim mas não para trabalhar em part time a minha vida é louca de mais para isso...

Beijinho

Utena disse...

Black,

Bom sermos diferentes melhor haver reconhecimento mesmo que seja entre estranhas.
Obrigada pelos comentários... por passares por aqui e por me leres.

Beijos

Utena disse...

Gadreel,

Dasse mas será possível haver mais plágio entre nós... sei bem o que dizes um olhar é a janela da alma e quando é verdadeiro e intenso diz tudo sem proferir uma palavra.

Beijos

Utena disse...

JP,

E tu nem te atrevas a deixar de me encontrar... mania de desaparecer moço.

Beijo

Martini Bianco disse...

Resumindo e concluindo, tu "não papas grupos" :)

Gostei muito dessa abordagem à simbiose, algo que nunca cheguei a fazer. Quando fizer, espero que seja assim bastante envolvente também :)

Beijos

Utena disse...

Martini,

Não papo nem gosto e imagino que tu também não.
E da forma como escreves? Não tenho dúvida que o será também.

Beijos

José Pedro disse...

Adorei o texto, tem tudo a ver contigo mas não resisto a perguntar uma coisa,
Não vais com a amiga para a casa de banho, e com o amigo vais?
Beijinhos curiosos

Utena disse...

José,

Sempre bom ter-te aqui.
Com amigos nunca fui mas confesso que dependendo do amigo é um caso a considerar.
Mas queres que te confesse uma coisa? Já fiz essa proposta a um gabirú com a mania que era garanhão... dependendo da forma como o fazes poucos são (os gabirús claro) que os têm no sítio para aceitar.
Beijo a sorrir

José Pedro disse...

Pois isso era porque ele era gabiru...
Se fosse eu...
A resposta seria bem diferente...
Dependendo tambem do modo que tu fizesses....

Utena disse...

José,

Mas tu és um homem como já raramente se fazem... à antiga =)

Catarina Sofia disse...

Vamos a ver se não me alongo, falando em simbiose que eu ando com uma relação intima com as palavras :p

Quando se fala em simbiose lembro-me logo de um exemplo que se estuda em biologia, há um tubarão que vive em simbiose com uns bichinhos pequeninos e frágeis.
O tubarão garante-lhes alguma protecção e transporte e eles por sua vez comem os parasitas.

Na simbiose humana também é assim, sejamos o tubarão ou os bichitos (não me lembro do nome) não há vergonha em precisarmos uns dos outros! Pois todos precisamos uns dos outros, e a relação de simbiose é das mais saudáveis...

Depois há pessoas que teimam em ser os parasitas da pele do tubarão, mas vá-se por onde se vá, há sempre bichinhos amigos para nos ajudarem a livrar dos parasitas :)

Foi muito estranha a minha abordagem? Bem acho que dá para perceber*

Utena disse...

Catarina,

Entendo bem as tuas exposições Pandinha.

Beijinhos

FireHead disse...

Eh pá, eu ia jurar que eu tinha comentado aqui! Foste tu que apagaste a minha mensangem ou fui eu que não cheguei a enviá-la? :|

Utena disse...

Fire,

E eu alguma vez apago mensagens tuas?

Beijo