terça-feira, 30 de outubro de 2012

Ao tempo que não era selada

As minhas meninas Poppy e Alexandra presentearam-me com este miminho.

O Prémio Dardo foi criado pelo escritor espanhol,
Alberto Zambade que em 2008,
concedeu no seu blogue Leyendas e el pequeno Dardo,
o primeiro Prémio Dardo
 foi dado por ele a quinze blogues, depois os blogues que receberam o prémio
deveriam indicar outros blogues e assim o prémio se espalhou pela internet.
O prémio destina-se a reconhecer os valores e o empenho demonstrados
por cada escritor de blogues.

O Prémio tem as seguintes regras:

1- Exibir o selo
2- Linkar quem o premiou
3- Escolher outros blogues para indicar o prémio
4- Avisar os escolhidos

Não o vou dar a ninguém em especial pois adoro ler cada um de vós com carinho na vossa diferente forma de se manifestar, mas vou deixar indicações a dois.
Uma é a menina que voltou e ainda bem a blogesfera a Dreams pela sua ternura o outro é um menino que descobri a pouco tempo e que admiro pelo seu humor e pela forma como demonstra ternura em certos textos o Lynce.
Não quero homenagear uns em detrimento dos outros por isso aos restantes levem-no com o meu sorriso.
Namasté 

8 comentários:

Pedaços disse...

Obrigada de coração pelo teu enorme carinho ;)

Alexandra disse...

Beijinhos, dear baby!

Utena disse...

Pedaços,

É de coração!

Utena disse...

Alexandra,

Beijos

Lynce disse...

Obrigado, Utena! Logo mais já vou tratar da coisa, que é como quem diz, do selo!
Beijinhos, simpática!
:))

Utena disse...

Lynce,

Ora essa é mais que merecido!

Beijos

Teresa Santos disse...

Parabéns, menina linda.
O selo é mais do que merecido, ou não? Não sejas modesta, está bem?!

Beijinho.

Utena disse...

Teresa,

Foi recebido com carinho pelo menos.
Modesta?
Sou pouco minha querida.

Beijinhos