domingo, 28 de outubro de 2012

Divagações

"...Diz-me tu incrédulo que julgas reger o teu destino, quantas vezes na vida te viste preso nesse beco sem saída onde as paredes se parecem fechar tal qual túmulo precoce de uma vida mal vivida!
Diz-me porque ergues os punhos aos céus ofendido com as tormentas da tua vida, tu que nunca agradeces os arco-íris, que desvias os olhos daqueles que sofrem e que te desvias do passeio quando se arrastam nas suas vidas com medo que como se de uma doença contagiosa se trata-se te passassem a peçonha que julgas ver nos olhos cansados, já tão cansados que nem força têm para verter as lágrimas de uma vida destruída. De uma fé abalada!
Tu que te escondes por detrás de uma maquilhagem estafada de uma vida cansada, que desististes antes ainda da primeira volta, que baixaste os braços, que olhas ofendido os sorrisos dos outros que invejas as suas vitórias que tudo fazes para que se percam no esquecimento, diz-me quando vais ver que na vida tal como na morte nada nos pertence mas tudo é nosso quando o resolvemos agarrar.
Divagas em sonhos irreais, desdenhas momentos reais... choras porque não amas, amas quando choras, ignoras o mundo, isolas o segundo que te faria ser feliz porque te parece pouco!
Diz-me tu incrédulo de uma vida passada quando abres as mãos fechadas de ilusões falhadas e agarras os momentos secretos incrivelmente directos da felicidade que passa na estrada, tão sabiamente vendada tão estupidamente centrada!..."
Ps:
Não sei porque me saiu em pleno domingo estas palavras, sei que saíram eventualmente fará sentido para alguém...certamente farão sentido a mim num tempo futuro!
Ficam aqui porque gosto de dividir com quem me lê alguns momentos que me assolam!
Namasté


19 comentários:

AC disse...

Nunca deixes de ser feliz um segundo apenas porque te parece pouco...mais vale muito pouco ou quase nada que zero ou nenhum.

Gosto da forma emotiva, enigmática como escreves, neste registo és ainda mais tu.

Beijo
Bom domingo

Observador disse...

Creio que as palavras nada têm a ver com o dia da semana.
Antes, com a forma de estar, no momento, de quem as diz/escreve.

Um beijo para ti.

dom disse...

gosto tanto de me encontrar contigo nestes textos que tu escreves ..
Beijo!

Alexandra disse...

I'll hold you in my arms, i'll meet you anytime night or day!"

FireHead disse...

Então se isto fez sentido para alguém, que se acuse! :P

As divagações são mesmo assim... por vezes tão inexplicáveis, outras vezes tão incríveis... mas sempre certamente muito sentidas e com razão de ser. :)

Beijinhos e bom domingo.

Utena disse...

AC,

A felicidade por ser tão rara é preciosa e deve ser sempre aproveitada.
Obrigada pelos comentários sempre tão carinhos.

Beijos

Utena disse...

Observador,

É verdade que sim senhor as palavras são assim mesmo umas sem nexo, outras sem entendimentos mas todas sentidas.

Beijo

Utena disse...

Dom,

E eu gosto quando lá te encontro.

Beijos

Utena disse...

Alexandra,

Me too.

Beijos

Utena disse...

Fire,

Ou que não se acuse e que o guarde!

Beijos Cruzado

Dreamcatcher disse...

a vida é uma roleta russa...só com um tiro...só que às vezes acerta em cheio...Todos nós temos os nossos túmulos...no meu caso guardo lá muito bem os meus mortos.

beijo

-___-

ps: quantos aos sonhos...ainda bem que existem!

Utena disse...

Dream,

Cada um tem de saber como os guardar todos temos esqueletos no armário.
Os sonhos existem são eles que libertam a alma.

Beijos

JP disse...

"quantas vezes na vida te viste presa nesse beco sem saída?"

Deves então ser feliz....as palavras nem sempre dizem o que pensamos. Não dizem mesmo, e estas saíram-te.

Beijo

Lynce disse...

Muito profundo e divinalmente bem escrito. Adorei!
Beijinhos e uma excelente semana!

Utena disse...

JP,

Sou como as enguias contorço e escapo de uma maneira ou outra.
Vivo o dia, vivo na plenitude!

Beijos

Utena disse...

Lynce,

Obrigada.
Saiu e acho que no conteúdo exprimi o que me ia na alma!

Beijos e boa semana

cannis luppus disse...

Voltei a reler e gostei. sobtretudo porque estas "divagações" exprimem muito para além da escrita, são pensamentos e sentimentos que eprimem "estados de alma" podemos ou não, revermo-nos neles. Obrigado pela partilha :-)

cannis luppus disse...

há algo que me esqueci perguntar.
desejava que recebesses este simbólico beijo na tua testa :o posso? pareceu-me que ficava bem como um momento suspenso no tempo.
:-)

Utena disse...

Cannis,

Eu é que agradeço!
E o beijo vai saber muito bem...recebo pois com vontade =)