terça-feira, 18 de junho de 2013

Cantemos senhores cantemos!

Amo o meu país, amo aliás de paixão... mas ultimamente tenho andado com o meu limite de paciência zero para a gentinha que nele habita!
E antes que venham para aqui dizer que eu globalizo, generalizo e outras merdas que tais apenas tenho a dizer que é A MINHA OPINIÃO e que me estou a f@der para quem acha que tenho um feitio de merda ou que sou mal educada, coisa que aliás não sou.
Estou cansada de gente de merda, de falta de valores, de diz que diz do c@ralho a quatro... de ver destruir um país que tem tudo para dar certo com burocracias de ir ao cú... com ares de serem mais do que os outros porque supostamente têm um estatuto que os faz serem superiores!
Sabem que mais? Enfiem o estatuto pelo cú acima e de preferência arrotem e digam que estão satisfeitos.
Estou farta dos coitadinhos, do síndroma do fado de gente que acolhe mais depressa um emigrante que um compatriota que precisa de ajuda! Chamem-me racista por isso? F@dam-se... vivi 7 anos num país estrangeiro onde para ter a minha qualidade de vida garantida tinha de trabalhar e suar e andar direitinha ou então era enfiada num avião e mandada para casa.
Estou farta de ver os professores a serem denegridos, as crianças negligenciadas, os velhos ignorados... das greves sem sentido... dos sindicalistas... gente de merda que apenas olham para o seu umbigo que levam o ordenado no final do mês para casa mas que "exigem" uma greve que irá tirar da boca o pão que certamente fará falta na mesa de cada um!
Estou farta dos senhores engravatados que se julgam superiores com o seu canudo que nem para limpar o meu real traseiro serve já que ele tem pele de bebé e não pode ser arranhado.
Estou farta de mal educados, da falta de respeito... estou farta da falta de haver medo... de se confundir liberdade com libertinagem... de ter uns políticos de bosta e um Presidente doente que deveria ter a coragem que teve o Papa e de se demitir de um cargo de fantoche que apenas serve para entregar medalhas a quem as devia emoldurar no meio dos cornos.
Estou farta das exigências dos direitos de gente que não sabe o que são deveres...
Estou farta desta gente que não sabe viver, que vive a custa de f@der o próximo, da intrujice... gentinha baixa que se vangloria se consegue sacar dos bolsos dos incautos meia dúzia de tostões.
Estou farta de me tentar manter calma, de não mandar tudo para as urtigas, de tentar resolver as coisas a bem porque se deu valor a quem não o merece porque se é padrinho do tio do avó do pai do c@ralho!
Por isso senhores cantemos porque o vosso cantar encanta a meia dúzia de abutres que lucra num país que se esta a tornar sem lei nem dono, de um país que em vez de evoluir regride... num país que é meu e que me começa a fazer fricotes ver que isto só lá vai a base da lei da bala.
Cantemos senhores cantemos!


18 comentários:

dom disse...

Sabes como sou e o que penso. Quando se fala de uma revolução sem sangue que foi apenas alimentar a ganância de muitos à conta dos que sofreram, estes escumalha que caquêticos dizem que são patriotas mas que cuspiram na própria bandeira, que usaram de uma "reforma agrária" para seu proveito...Urge abrir os olhos, falam de liberdade...qual liberdade? Ainda acreditam que têm liberdade?? Acordem!!!

Anónimo disse...

Como disse Mahatma Gandhi: "A força não provém da capacidade física e sim de uma vontade indomável."
É preciso é haver essa vontade, essa força, esse querer...essa garra em todos todos todos nós!
beijinhos,
OlgaM

Salvador disse...

Está bem, muito bem, este desabafo. Mas olha lá uma coisa: Não escreves 'Foder' 'Caralho' e Fodam-se' porquê? rsrs

Eolo disse...

Espero que não estejas a falar na greve dos professores.

JP disse...

UI...até limpo o suor da testa. Quem fala assim não é gago, não:))


Como eu gosto de ti.)))


Beijo

Algures disse...

Faço minhas as tuas (sentidas) palavras. Cantemos...

L'Enfant Terrible disse...

Subescrevo por inteiro todas as palavras! Deve ser por ter mau feitio também!
Mas vou mais longe, acho que para muita gente devia haver era pena de morte, ou pelo menos poderem ser condenados a trabalhos forçados!

Utena Marques disse...

Dom,

As pessoas são facilmente iludidas com falinhas mansas e promessas vãs!
È o que temos... graves problemas de memória!

Beijo

Utena Marques disse...

Olga,

Isso dá muito trabalho, é mais fácil culpar o vizinho, o tempo ou a chuva!

Beijo

Utena Marques disse...

Salvador,

Por gosto de variar as letras :P

Beijo

Utena Marques disse...

Eolo,

Como falamos ontem privadamente não é um assunto que vá falar até porque não sendo a favor das greves sou a favor dos professores que sempre respeitei e que penso ser uma das classes que mais protegida deveria ser!
Mas isso teria panos para mangas.

Utena Marques disse...

JP,

Ontem foi um dia dificil para mim, saiu de rajada aquilo que me esta entaldo e que gostaria de dizer na cara de muito boa gente!

Também gosto muito de ti menino da pena!

Beijo

Utena Marques disse...

Algures,

Bem-vindo a estas paragens e volta sempre que quiseres aqui a je ferve em pouca água mas recebe sempre bem

Utena Marques disse...

L'Enfant,

Pena de morte é rápido e indolor demais!
Eu punha-os era a plantar que o que não falta aí são campos e pessoas com fome!

Algures disse...

Já te acompanho há muito, se bem que tenho a ideia que nunca por aqui opinei... :-)

Utena Marques disse...

Algures,

Verdade?
Pois mas este foi de facto o teu primeiro comentário

Algures disse...

Verdade, verdadinha Utena...
Eu sou "low profile" eheheh :-)

Utena Marques disse...

Algures,

Low profile mas que escreve muito bem :)