quinta-feira, 25 de julho de 2013

Imaginemos que este é um blog de gaija...

Só imaginando que este é um blog cor-de-rosa, daqueles com compras, dicas de maquilhagem e outras cenas que tais...
Vamos imaginar só por um post que se trata desse tipo de blogues (nada contra que eu sigo alguns assim) e não um onde uma maluca desvairada deita cá para fora o que a arrelia misturado com umas pitadas de sonho e algumas raspas de pensamentos, contos e música!
E imaginando este espaço assim deixem-me deixar aqui este dialogo:
> Amas-me? - Ele
> Sim! - Ela
> Muito? - Ele
> Muito... - Ela
> Não entendo porque! - Ele
....
A resposta seria esta:
> Porque me fazes rir, me mimas como se eu fosse frágil, falas comigo como se fossemos dois gajos a beber cerveja ou me ouves como se estivéssemos os dois a decidir que cor pintar as madeixas. Porque respeitas o meu silêncio e largas tudo quando sentes as minhas lágrimas. Porque não sendo perfeito... és na tua imperfeição metade de mim...
...
Não foi porque ela preferiu apenas beija-lo!
...
É isso... a Utena Maria esta assim...feliz... porque independentemente de dizer que não queria um príncipe encantado, esta encantada com alguém que a faz acima de tudo mais mulher...
E só por isso vale tudo muito mais apenas!
Namasté!

6 comentários:

dom disse...


Ela : Amo-te
Ele: Também e muito!
Ela: Porque?
...
Ele sorri... dá um beijo e pensa

"Porque me fazes sentir grande, gigante, com força de 1000 homens, porque me fazes sentir menino, porque me fazes rir quando quero chorar, porque me mimas, porque aparvalhas comigo, porque partilhas os mesmos gosto, porque sim, porque és parte de mim .. e já diz a música de Rui Veloso "não se ama quem não ouve a mesma canção" ... é por isto e por muito mais" ...

Mas ele não diz, porque sabe que ela sabe o que ele diz num pensamento !

Utena Marques disse...

Dom,

Oh se sabe!

;)

Observador disse...

Apesar da seriedade da coisa fizeste-me sorrir :)

Beijo

Utena Marques disse...

Observador,

Fico feliz por isso acredita.

Beijo

Anónimo disse...

“Não foi porque ela preferiu apenas beija-lo!”
…Estenderam-se na pequena clareira onde tinha estendido cuidadosamente o sobretudo. Esqueceram o solo gélido, perdendo-se numa paixão luminosa no silêncio aconchegante do jardim. Ali, onde ninguém podia destruir o seu amor, o amor que um homem e uma mulher geram entre si, no início de um beijo, à noite, num jardim deserto.

http://sotaodaines.chrome.pt/sotao/lobo.html

Utena Marques disse...

Anónimo (Lobo),

Obrigada pela passagem, volta sempre que quiseres.