quarta-feira, 25 de setembro de 2013

E isto ninguém me pode tirar...

Não sou de me agarrar ao passado, ele serve apenas para ter feito de mim o que sou, não me arrependo de nada do que fiz, todos os tropeções... todas as asneiras são apenas cicatrizes que agrupadas criaram a Utena Maria.
Tal como não penso muito no futuro, aliás sempre fizeram questão de não me deixarem fazer isso, porque por mais planos que se faça, arranjam sempre maneira de não os conseguir cumprir...Por isso vivo o presente da melhor maneira que sei, como se fosse morrer amanhã... e quando termina o dia... questiono-me sobre o que poderei fazer no dia seguinte.
Mas gosto das recordações que as sensações me podem dar... sou uma mulher de sentidos! E por mais cabeçadas que dê é algo que não se muda... e mesmo que mudasse não o queria fazer.
Uma música...um cheiro... uma sensação de deja vú que me deixa um sorriso ou um enrugar de sobrancelha e sou feliz.
Podemos ser felizes com pouco, sei disso como sendo uma das poucas certezas que tenho na vida... esta certo que quero sempre mais, não me contento com o básico...isso fará de mim sonhadora? Eu penso que faz mais de mim lutadora. Mas não invejo ninguém pelo que têm... pelo contrário faz-me apenas ter mais vontade de lutar.
Hoje quando pela manhã sai de casa e senti a chuva no rosto, senti-me feliz... gosto do cheiro com que a terra fica, das cores que se juntam... da frescura que deixa na pele!
Não sou mulher de calor, aliás o calor cansa-me, deixa-me inerte... pelo contrário o arrepio com que fico na pele quando recebo o frio da manhã, dá-me uma enorme sensação de controlo do mundo! De sensação de estar viva!
E estou viva...muito viva...
E isso? Isso ninguém me pode tirar!
Namasté

10 comentários:

Adriano Levi disse...

Somos dois a gostar do cheiro da terra quando chove:)!
Quanto a estar vivo..., continua assim feliz!
Bjo

AC disse...

Podemos ser felizes com o que todos os dias retiramos do que a vida nos dá. A chuva é apenas só mais uma...

Também adoro chuva e que saudades já tinha de ouvir chover, e do cheiro a terra molhada.

Beijinho*

Vera, a Loira disse...

Também sou muito mais de frio do que calor, aliás, andava ansiosa pelo Outono.

Utena Marques disse...

Adriano,

A felicidade é uma sensação difícil de manter, por isso agarro-me a momentos que a permitem.

Beijo

Utena Marques disse...

AC,

Verdade que sim!

Beijo

Utena Marques disse...

Vera,

Ui nem me fales :)

Beijo

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Utenamiga

Não nos podem tirar os cheiros, os sinais, as emoções do antigamente. Ninguém o pode fazer - felizmente...

Temos o direito de viver. E de pensar. E de falar. A falar é que a gente se entende, e ponto.

Se nos roubassem - não roubam - o que temos dentro de nós, saltaria o tsunami que por o ser pode acontecer inopinadamente. Mas o nosso, somos nós que o detonamos.

Texto belíssimo e boníssimo com todos os ingredientes q.b. Dou-te os meus parabéns - uma vez mais!

Qjs

Henrique

Utena Marques disse...

Henrique,

Obrigada meu querido, pelos elogios e pelas passagens!

Abreijos

Dreams disse...

É a felicidade ;)

Utena Marques disse...

Dreams,

Muita com tão pouco :)