sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Pró almoço? Pode ser Caldeirada de Crise regada com molho de Troika

Ando um bocado cansada da mesma cantiga das pessoas... o queixume é por si só um sentimento que me deixa com náuseas e bastante mal disposta.
Ultimamente o que se passa pelo mundo a fora, e não apenas ao redor dos nossos umbigos como alguns querem fazer parecer, tem dado o que falar para os cantores de desgraças e mal dizeres.
Aliás enraizada que esta a palavra crise e troika ainda não sei como não se inventaram pratos gastronómicos por essas tasquinhas fora... até já consigo imaginar as ementas:
- Bacalhau assado regado com crise, ou,
- Mexilhões com alho salteado acompanhado com troika...
Que a crise é um facto mais que falado e comprovado é uma realidade, que tenha mudado a mentalidade das pessoas? Bem aí são outros 500 multiplicados com alguma pouca vergonha na cara.
Se por um lado temos todos a queixar-se do preço das batatas por outros temos concertos de música lotados com meses de antecedência.... se se queixam do preço das rendas, fazem fila para comprar o último gaget que sai no mercado. Reclamam dos impostos, do Iva da restauração, mas negam-se a assumir que pouco querem fazer desde de que envolva trabalho a sério e não emprego de secretária, (nada contra que eu já tive o meu e ganhei um belo músculo na barriga da perna à pala dele).
O que acontece é que as pessoas não sabem viver sem se queixarem, sem reclamarem... sem chorarem as pedras da calçada.
Que existe muita gente a passar fome? Não tenho a menor dúvida, aliás a pobreza escondida é das piores que conheço por sendo envergonhada não se mostra e é facilmente esquecida, o que me assusta é a inércia das pessoas que preferem reclamar a fazer algo.
Comentários como:
"Não sei como as lojas não fecham!" quando passam por mim carregadas com saco do chinês faz-me vontade de partir para a ignorância e partir umas quantas pernas.
A mentalidade portuguesa continua tacanha, pequena e básica e isso sim assusta-me mais que uns quantos membros mal encarados da Troika que vêm cá avaliar o desempenho de um povo que entretanto e só para esclarecer as coisas se queixa do fim dos feriados, da ausência dos subsídios ou do preço do marisco...
Ando realmente bastante cansada de ter de andar a sustentar esta gentinha que se felicita com a desgraça alheia... que por detrás de uma máscara podre e reles se sente realizada quando mais uma empresa fecha... quando mais uma loja não resiste...
Não sabendo viver com pouco, não posso deixar de me questionar o que farão quando este país estiver reduzido a lojas de compras de ouro, bazares de chinês e lojas de marca que nem à entrada os deixarão passar.
Por isso senhores almocemos... e vamos todos ficar sentados a espera...
Do quê?
Isso gostaria eu de saber!
Olha a crise fresquinha.... E a troika com creme!

4 comentários:

AC disse...

Pouco fazemos para ajudar a economia do país. É cultural.. preferimos a lamuria. Gostamos da coitadice, de sermos pobrezinhos, fraquinhos, mauzinhos em tudo.. mas até nem somos, não conseguimos é ultrapassar esta mentalidade.

Entendo-te tão bem...

Utena Marques disse...

AC,

Não queremos porque dá muito trabalho tirar o belo do rabiosque do sofá!
O problema é mesmo esse, gostamos muito de reclamar...

Beijos

Adriano Levi disse...

Compreendo o teu estado de espírito!
Mas há muita gente que infelizmente só pode comer "caldeirada de troika"
Abraço

Utena Marques disse...

Adriano.

Existe de facto muita gente assim e o povo continua pacifico... sem nada fazer

Beijo