sábado, 26 de outubro de 2013

É nestas alturas que penso

Que o mundo só pode estar podre!
Não louco, porque as loucuras fazem a vida saber bem!
Alguém na sua infinita caridade me explica como pode um homem que defende a lei ser julgado, condenado e preso por matar alguém (menor está certo) que acompanhava o pai num roubo!
Querem realmente fazer-me acreditar que o fez de propósito? Será que pensam realmente que lhe deu algum prazer nisso? 
Alguém me diz como ainda é obrigada a pagar indemnização a mãe (60 mil euros) e ao pai (20 mil euros)... a seguir querem o que? Que os ajude a roubar?
Juro que cada dia que passa mais nojo me faz esta sociedade!

2 comentários:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Utenamiga

Há excessos e excessos. Não os perfilho, mas entendo-os; até certo ponto...

Qjs

Henrique

Utena Marques disse...

Henrique,

Neste caso não há excessos apenas uma enorme falta de vergonha na cara!

Beijo