domingo, 27 de fevereiro de 2011

13 anos?!

Alguém me explica como é possível esperar 13 anos para dar resposta a uma família, que a busca incessantemente, corajosamente, independentemente de todas as pedras colocadas no seu caminho?
Como é possível, ouvir sem sentir uma raiva a saltar de dentro do peito um advogado dizer que no caso de um rapto as “24 horas são as mais importantes” quando nós sabemos que a polícia só actua passadas no mínimo 48?
Ouvir coisas como falta de cooperação entre agências… Continuamos medíocres, pequenos lambe botas dos grandes de fora… continuamos a dar o cú a belo prazer a quem há algum tempo atrás nos pedia a nós autorização para o usar.
Mais uma vez se prova que neste país uns são filhos outros afilhados e a verdade é que chegamos infelizmente à conclusão que os afilhados são os de nacionalidade portuguesa…
O que esta família sofreu, não consigo nem imaginar… sinceramente não o quero fazer… falsas pistas, más informações… a mãe foi usada para tentativas libidinosas de vermes que infelizmente se designam homens…
Mais doloroso que perder o filho… a sua auto-estima, o pai que faleceu sem saber notícias do neto… perder a própria identidade, é não conseguir fazer o luto… fechar a ferida… encerrar um capítulo. Porque esta mulher… esta grande Senhora não perdeu a esperança de recuperar o filho ou ao menos de saber o que lhe aconteceu.
É uma pedra no sapato de muita gente, verdade? Incomodativa… talvez? Mas é uma mãe que não aceita meias justificativas, nem tentativas de desfechos mal explicados na história que é a sua… perdeu um filho e a justiça deste país não cumpriu o que lhe era devido… não só não actuou por forma a devolve-lo, como não lhe dá o termino que ela precisa para pelo menos tentar ter um mínimo de dignidade… para começar a tentar pelo menos aceitar o que aconteceu ao seu menino…ao seu bebé…
Recuso-me estar aqui a fazer comparações sobre actuações, cooperações em diferentes casos… crianças são crianças e se são retiradas à protecção do seu lar, ao refúgio do colo da sua família devem ser procuradas e devolvidas ao seu ambiente… e quem tem a alma suficientemente negra para as retirar de lá punido de uma forma exemplar e fulminante.
No meio disto temos factos, testemunhas… diligências que já deviam ter sido tomadas há muito… informações subnegadas sobre a “capa de segredo de justiça” a uma família que sofre na incógnita há mais de 13 anos….
Sinto que infelizmente no meio disto, esta decisão tardia nada mais é que uma tentativa de “cala boca” á família… sinto nos ossos com a certeza que reconheço nos olhos a guerreira que ela é que não vai desistir até duas coisas acontecerem:
·         Ou lhe dão noticias do filho, sejam elas o que aconteceu ou o próprio Rui Pedro,
·         Ou ela morre… e as coisas ficam, no limbo… nos casos arquivados sem serem resolvidos…
Seja como for ninguém tira a esta família os anos de sofrimento que passou, nem á justiça a vergonha de ter nas costas mais um caso mal resolvido… mas um sofrimento prolongado… mas justificativas empata f@das... Mais uma vez nada se faz… nada se deixa fazer… E as justificativas pobres mantem-se… como o típico “não podíamos deixar prescrever o caso”… assumam os erros…envergonhem-se com eles. E por amor da santa peçam desculpa por terem deixado esta família 13 anos suspensa… e sabe-se lá quantos mais virão.
Os erros existem para se evitar repetir… neste país parece-me a mim que as “cadeiras de poder” existem como uma tentativa de meia dúzia de pequenos seres terem a hipótese de fazerem o papel de “Deus”!

10 comentários:

ROSINHA disse...

João Pedro ou Rui Pedro?

Utena disse...

Rosinha Rui Pedro tens toda a razão vou emendar no texto... obrigada...
Beijinho

M. disse...

Assim com casos concretos doi muito. Mas a nossa justiça é assim. Tarda e quando aparece vem tarde e mal.

Muito sofrimento de facto. Para muito gente. E até para o agora acusado...Não havendo desenvolvimentos na investigação, não quero acreditar que as provas dependem de quem as lê e não do que elas são de per si...

Tilida5ever Design-Rosinha disse...

Sabes que esse menino e a mãe dele não me saem da cabeça...

Utena disse...

M.
È preciso dar doces de vez em quando a ver se calam bocas.
Não acredito que o façam com esta mãe... é lutadora demais...

Bjo

Utena disse...

Rosinha,
Da para ver na cara daquela mãe cada marca de sofrimento... é desolador e revoltante.

Pulha Garcia disse...

Uma vergonha. Não há justiça.

Utena disse...

Olá Pulha,

Bem vindo :) sim é a justiça que temos

Salvador disse...

A nossa 'Injustiça' no seu pior ((

Utena disse...

Salvador,
A verdade é que esta na altura do povo se unir e fazer algo pelo que é nosso.
O Pais não pertence aos governantes mas ao povo