segunda-feira, 23 de maio de 2011

A paixão expressa no vermelho

Galerias


 
Escuro, holofotes vermelhos
Atmosfera tensa de sangue
Os lentos dedilhares da viola
Aceleram, começa a festa

Aparece primeiro a dançarina
Bela, entre os laivos de vermelho
As mãos, as suadas mãos
Marcam o compasso frenético

Vem o homem, negrume da noite
A Bela retrai-se para um canto
Os tacões dos dois ressoam
O sangue aquece ao rubro

Negrume da noite, querendo impressionar
Oferece a Bela uma rosa vermelha
Ela acerca-se lenta, a medo
Aceita o presente e deixa-se ir

A dança aquece, rodopiam
A viola larga notas de fogo
Vermelho e preto misturam-se
Negrume e Bela são só um

Rodopiam nos braços um do outro
A música pára. Ouvem-se palmas.
E vermelho e preto enrolados
Soltam um quente e terno beijo.

(Não sei quem é o autor... mas li e apaixonei-me por eles.... acho
que conjugam bem com a minha expressão na roupa partilhei nesta segunda quente de Maio)

6 comentários:

Mega disse...

Montra muito bonita.
Que tem a ver com o tango da letra.
E letra que me fez lembrar Gotam Project.
Quatro coisas lindas
A montra
A letra
A musica
E a autora deste texto e destas imagens
Beijos

Coisas de Feltro disse...

Está linda. Fazes bem em partilhar estes pedacinhos do teu mundo.
Beijinhos

Utena disse...

Mega,
Sempre um cavalheiro...
Obrigada pelo elogio
beijinho

Utena disse...

Coisa de Feltro,
Gosto sempre de dividir o que me dá prazer.
Obrigada por partihares comigo.
Beijinho
=)

Nokas disse...

Muito bom...como sempre :)

Utena disse...

Nokas,
Obrigada minha querida
=)