quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Ai Utena... tu e essa tua intolerância á burrice


Não consigo lidar… juro que tento mas geneticamente devo ter uma qualquer deficiência que me impede de ter paciência para gente que não só se faz de Burra, como gosta de o ser e como de facto o é.
E eu não tenho cú (e o termo é mesmo esse) para lidar com esse tipo de gente, porque mais que a pessoa não saber é aqueles que não querem saber.
Reparem nesta conversa surreal entre mim e uma menina da EDP via telefone:
Utena: Bom dia o meu nome é Utena Maria da Graça e eu estou a ligar por causa de uma factura de rectificação.
Operadora: Bom dia número de contracto por favor?
U: O número é o X e o que se passa é o seguinte: Vocês estão a facturar-me uma factura duas vezes. Ou seja para além de me estarem a facturar mais 16 Quilowatts de luz ainda me estão a creditar o valor de uma factura que eu já paguei. E ao em vez de eu ter direito a um crédito de Y estão a debitar-me X.
O: Só um momento que eu vou verificar.
U: Com certeza.
(10 minutos depois)
O: Olhe eu estive a ver e se vir o crédito já está a ser descontado no valor total da factura. Não somou e não viu que o valor não é esse?
U: (já a bufar pelo nariz) Mas a menina só pode estar a brincar certo? Que contas quer que eu faça? Se o valor que esta na factura nem deveria cá estar?
Quer dizer pago luz a mais e agora vou duplicar uma factura que já paguei? O problema é que o vosso sistema não actualiza em menos de 72 horas e entre o pagamento desta e a emissão dessa (com respectiva rectificação) não bate.
Logo eu tenho a receber não a pagar.
O: Quem não entende é a senhora o valor já esta a ser descontado.
U: (A desejar neste momento ter a criatura perto dos dedos) mas a menina está tonta? Vou descontar o que se o valor já foi pago? E está a ser duplicadamente facturado?
Tem as facturas consigo? Siga os passos… Esta a ver no débito? Some os valores menos o CAV. Que valor dá?
O: X!
U: Que é o valor que paguei na factura anterior. Certo?
O: Sim!
U: Logo esta a ser facturada 2 vezes está a perceber?
O: Só um momento
(Mais 15 minutos e eu a pensar que de facto a EDP e a PT são do mesmo patrão e aqui a jumenta a pagar)
O: Obrigada por aguardar. O que eu posso fazer é abrir ocorrência e ver o que se passa.
U: Mas a menina está parva? Ver o quê? Se você não distingue um burro de um cavalo?
O: É assim o valor está a ser descontado.
U: Ouça esqueça! A culpa é minha de achar que resolvia isto pelo telefone. Vou a uma loja falar com quem entende.
O: Pois os procedimentos da loja eu não sei.
U: Olhe nem eu mas pelo menos cara a cara as coisas resolvem-se! Isso garanto-lhe (a pensar levares duas lamparinas na tromba a ver se abrias a pestana é que era)
O: Mais alguma coisa em que possa ajudar?
U: Porquê? A menina ajudou? Obrigada, bom dia
E desliguei.
Agora digam-me lá se está ou não uma abundância de parasitas por aí sem fazer nada a coçar os tomates enquanto existe gente a crer e a saber trabalhar?
Arre que só me aparecem broches com dentes camandro!

12 comentários:

Anónimo disse...

LOL.... Amei este texto, de facto e infelizmente estas situações acontecem diariamente ou porque os empregados não têm a devida a apropriada formação ou porque são menos inteligentes do que deveriam para o trabalho que estão a fazer e não querem saber e têm raiva de quem sabe, lol!
A mim, a ultima vez aconteceu-em no IKEA, e a pessoa que ia comigo só disse a dada altura, não queres que seja eu a resolver? lol porque eu já estava a perder as estribeiras, quando a criatura empregada diz, talvez a senhora não esteja a ver bem, e eu lhe respondi, estou a ver bem sim, só não estou a perceber porque acabei de perder 1 hora e tenho de cá voltar amanha pela vossa imcompetencia, lol!!
Hoje rio-me mas na altura apeteceu-me tomar medidas mais drasticas, lol!!
beijos enormes e parabens pelo texto :-)
OlgaM

Nuno M. disse...

Estou farto de ligar para call center e tenho os meus problemas todos resolvidos, nunca tive qualquer razão de queixa.
O maior problema que esta nessa conversa é teres descarregado o problema na funcionária, que na volta nem tem culpa nenhuma, pode não ter formação adequada, e no fim, quando os superiores ouvirem a conversa, são capaz de a trocar por uma pessoa verdadeiramente incompetente, eu tenho um lema, não faço aos outros o que não quero que me façam a mim, e falar assim por telefone, com uma pessoa, por muita razão que tenhas, perdeste toda, quando falaste como falaste, eu não tenho uma razão de queixa do atendimento dos call centers, fazem o que podem com o que têm, apenas direi, espero que nunca tenhas de trabalhar num posto como o que a moça trabalha, decerto que não te aguentas lá muito tempo.
Digo isto pela razão que tenho um call center no meu trabalho e sei como as pessoas do lado de lá da linha falam com as pessoas, parece que quem atende e burro. Quem atende faz o que pode, com o que tem, queres criticar o funcionário, sim é mais fácil, eu critico o sistema, é mais difícil. Respira fundo e tem calma!! Beijo do gajo rabugento.. :)

FireHead disse...

LOL! É o que dá meterem paraquedistas no lugar de gente competente...

Utena disse...

Olga,

A verdade é que mantemos a ideia que temos de comer pagar e não reclamar.
Existe gente demais competente para estar desempregada.

Beijinhos

Utena disse...

Meu gato rabugento,

Eu sempre trabalhei em atendimento ao publico, mesmo no meu trabalho de consultoria.
Tenho de lidar com clientes difíceis, brutos e mal educados.
E sempre soube dar resposta o problema passa quando não temos unhas para tocar guitarra e teimam em assassinar a musica.
Eu não trato ninguém mal perco é as estribeiras quando fazem de mim parva.

Beijo =)

Utena disse...

Fire,

Essa é muito boa =)
Beijo

Anónimo disse...

Pois, eu pergunto-me é se os call centers estão na maioria preparados para trabalhadores inteligentes. É que pagam mal, tratam mal os funcionários e esperam trabalho de excelência. Claro que não serão todos assim...
Eu própria já me indignei com alguns atendimentos, mas também sei que a grande responsabilidade está em quem manda (como sempre).

Utena disse...

Anónima =)

Bem-vinda antes de mais.
Sim a verdade também é essa mas sabes que as pessoas quando vão trabalhar para um sitio e aceitam as condições deveriam fazer o melhor que podem

Volta sempre

TERESA SANTOS disse...

Ai Utena, estou assustada.
Já estás mais calma?

Uf, ainda te dá um AVC, AVD, AVF, olha, um AV "qualquer coisa".

Agora muito a sério. Tam bém já tenho sido confrontada com situações dessas. Quando isso sucede peço à menina/menino que chame o supervisor e procuro falar com ele. Isto porquê? Porque sei que imediatamente acima do operador está o dito supervisor, e depoois, o ??? e, por aí fora numa cadeia que nunca mais acaba.
O que sucede na maioria dos casos é que não dão formação a essas pessoas.
Sim, há muitos que não se interessam, que querem é despachar, etc., etc., mas a verdade é que muitos não tem um mínimo de formação.
Desde sempre, mas desde sempre, responsabilizo primeiro as chefias, os responsáveis, e só depois quem dá a cara, neste caso, a voz.
Talvez porque tive uma responsável, que estava à frente do sector (de responsabilidade), que sabia menos que todos nós juntos, mas...
Mas pensava que sabia tudo e só fazia asneiras.

Por isso, calma, antes que te dê o tal AV "qualquer coisa".
Beijinho.

Utena disse...

Teresa,

Estou muito melhor...
O mau feitio passa rápido =)

Beijinhos

Mary disse...

Até com uma situação triste, fartei-me de rir. Mas a verdade é mesmo essa. Quem está a atender não sabe nem os procedimentos da empresa, nem tão pouco a lei. Portugal, Portugal...

Utena disse...

Mary,

Não se aposta em formar os funcionários porque interessa gente a ganhar pouco e a fazer menos ainda.
Não se muda nada... infelizmente