sábado, 14 de janeiro de 2012

Não andam desaparecidos... os sorrisos?


Quando me perguntam o que me atraí no sexo oposto fico sempre sem saber muito bem o que responder… por um lado porque não me atraí certas “banalidades” como as físicas por outro porque muitas vezes é com a convivência que certos detalhes mais escondidos se revelam e me deixam arrebatada… embora eu seja complicadinha de arrebatar.
No entanto e talvez porque hoje tenha sido um dia que por tudo e por nada me deu para rir e para sorrir ao ponto de me chegar a doer a barriga (talvez consequência de ontem ter abusado nos abdominais) veio-me à mente que existe algo que aprecio muito no sexo oposto e mesmo no que não é oposto… o sorriso.
È talvez a primeira coisa que me chama a atenção em alguém… a forma de sorrir e a facilidade com que ele se estende ou não ao olhar. Porque para mim um sorriso franco e aberto não se limita aos lábios… quando ele é verdadeiro toda a face resplandece… os olhos brilham… a face ilumina-se e num estalar de dedos torno-me momentaneamente receptiva a ouvir o que a outra pessoa me têm a dizer… sem pé atrás ou dúvida na mente.
E a verdade é que ultimamente tenho notado escassez de sorrisos… pelo menos dos francos sem reservas e sem cuidados exagerados.
O que me parece é que as pessoas têm medo de sorrir, como se para a crise que atravessamos fosse uma obrigatoriedade andar sisuda e de sobrolho carregado.
Noto inclusive que em certas alturas quando se houve gargalhadas as pessoas olham em volta como que ofendidas por alguém estar feliz nesta altura.
Faz falta… quase que se torna uma dor física a escassez do sorriso… quando existe e quando se sente, pelo menos no meu caso sinto que se consegue tudo e que nada tem o rótulo de impossível.
Porque quando ele é espontâneo nem se precisa de falar… a compreensão entre quem o dá e quem o recebe é de tal forma fluida que se transforma em palavras muitas das vezes melhor compreendidas que se fossem verbalizadas…
Senti isso aliás ontem e com os dois sexos… com a minha companheira de aulas quando no meio de uma me lembrei de uma experiência repartida entre ambas e sorri cumplicemente e recebi de volta o olhar compreensivo de:”sei bem o que estás a pensar!” … por outro com o PT de Pump quando me deu uma maldita cãibra no ombro e eu tive de parar a meio da faixa e olhar para ele com o sorriso envolvido em esgar… e recebi de volta a compreensão que se tornou em atenção até ver que estava bem.
E pensando bem quando faço um elogio a alguém que conheci recentemente está sempre volta disso mesmo:
- Fulano é giro! Não é?
-É! Tem um sorriso lindo…
Digam lá se não é um óptimo elogio?
Namasté

16 comentários:

Olívia Palito disse...

Nem de propósito, ontem estava a pensar no mesmo quando me fizeram esse elogio (acerca do meu sorriso), e eu fiquei contente que só visto.
Tal como tu, é algo que me atrai nas pessoas em geral. Adoro ver um sorriso aberto, o rosto até parece que fica mais bonito e iluminado, não sei.
E depois há aquelas pessoas que parece que sorriem com os olhos, já reparaste nisso, Utena dear? :))

Beijinho grande minha riqueza. Desejo-te a continuação de um excelente fim-de-semana.

Desejo-te todo o bem do mundo, tu mereces pelo que transmites! :P

paulo abreu disse...

os meus sorrisos estam escassos por a vida estar sem sentido mas gosto de dar uma boa gargalhada e dividir um sorriso mesmo com um estranho é bom e ajuda nos a sentir melhor esprimenta

Pretty in Pink disse...

O sorriso é de facto uma grande arma, e algo muito bonito num homem! É tão bom quando não se tem medo de sorrir....transparece logo uma série de características da pessoa ;)

Beijinho*

Anónimo disse...

Sorrisos! os sorrisos podem mudar o mundo! Mudam de certeza o rumo do nosso dia! É tão bom sorrir a alguém e receber esse sorriso de volta! Sim, é um bom elogio dizer-se que alguém tem um sorriso bonito!
Sorrisos, sorrisos!
Um dia cheio de sorrisos para ti!!
beijinhos,
OlgaM

Álvaro Lins disse...

Inteiramente de acordo! O sorriso define a pessoa, juntamente com o olhar!
Bjo

Utena disse...

Olívia,

O mundo seria muito mais fácil sem dúvida.
Obrigada minha querida e o mesmo para ti.

Beijinhos

Utena disse...

Paulo,

Eu sorrio muito... sinto falta é de os receber verdadeiramente de volta

Beijinho

Utena disse...

Pretty,

É uma porta que fica logo aberta.
O problema é o medo da exposição.

Beijinho

Utena disse...

Olga,

E como nós já rimos em momentos difíceis minha amiga...

Paletes de sorrisos para ti.
Beijinhos

Utena disse...

Álvaro,

Para mim os espelhos da alma.

Beijinhos

Rui Coelho disse...

só acho que falhaste aí na escolha da etiqueta, de resto.. touché.

Utena disse...

Rui,

Pronto então o gosto não é tão estranho como eu pensava... ou então poucos falam nele =)

icas disse...

Olá Utena, gostei bastante deste post. Pelo que vejo ao meu redor também já reparei que os sorrisos andam escassos :(

Utena disse...

Bem vinda Icas,

Se andam escassos vamos sorrir nós pode ser que começamos a ver sorrisos de volta

Sérgio Saraiva disse...

Comentário atrasado... Vou seguir o teu blog. Está giro.
Este tema das atracções, pelo que vejo é muito popular pela blogosfera. Vou dizer o que acho ser o padrão: as mulheres são atraídas primeiro pela atitude e auto-confiança, os homems primeiro pelo físico. Atenção que atracção é ver e sentires-te atraída sem conhecer mais nada. Depois se quando a pessoa abre a boca só sai parvioce, lá se vai a atracção.
O sorriso é uma das muitas formas de expressar auto-confiança e atitude positiva, logo enquadra-se, afinal quem se sente atraída por uma pessoa de mal consigo mesma e cinzenta?
Bjs e parabéns pelo blog.

Utena disse...

Sérgio,

Bem vindo.
Penso que o principal passa pela necessidade que o ser humano tem em controlar tudo e compreender tudo.
A verdade é que os olhos comem primeiro mas sem um sorriso?
Pouco levam de mim...

Bjo e obrigada