segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Defeitos

Isto de observar tens as suas coisas engraçadas, muito mais a medida que a idade vai avançando e certas coisas que eram consideradas muito importantes não são tão importantes assim.
Umas dessas coisas são os defeitos ou melhor a noção que temos dos defeitos dos outros.
Eu sou uma moça cheia de defeitos… sou o mais humana possível essa é que é a realidade e aprendi que os defeitos de uns são as virtudes de outros…
A verdade aliás é que maioritariamente os defeitos que apontamos aos outros acabam por ser os nossos próprios defeitos…
Quem critica alguém por exemplo de apenas estar presente nas alturas menos importantes ou mais alegres, já deixou na mão alguém que necessitava desesperadamente da sua presença… com desculpas esfarrapadas ou não!
Quem diz que fulano falha os seus compromissos… muitas vezes já deixou os seus por mãos alheias…
Quem acusa de mentir… já mentiu…piedosamente ou não…
Quem aponta um dedo esquece-se que inevitavelmente pelo menos 3 ficam apontados na sua direcção…
E quem critica? Não o fará com medo de ser também criticado? Talvez sim… talvez não!
Eu critico tanta coisas… mas primeiro que tudo critico-me a mim… o ser humano é um bicho realmente complicado.
Ficamos melindrados por merdinhas que valem o que valem… deixa-mos de estar lá por aquelas que realmente nos tiram o ar… onde a nossa ausência realmente faz mossa. E quando confrontados com isso raramente vem:
“Desculpa falha minha, tens razão”
Muitas vezes vêm:
“Então e tu quando eu precisei estavas aonde?”
Irónico não é? Mas tão difícil de mudar esse mau hábito…
No meu caso e como não sou diferente de ninguém aponto um defeito aos outros que poderá ser talvez o meu maior…
Vejo sempre quem está do meu lado como eu gostaria que a pessoa fosse… e vou aos arames quando o fazem comigo…
Mas vejo-o porque quero… porque ignoro o meu grilo falante que me diz simuladamente ao ouvido: “olha lá que as coisas não são assim tão ouro sobre azul”… mas acabamos sempre por manda-lo calar e ignorar com um: “se calhar estou errada… se calhar a pessoa é a 5ª maravilha!”… e depois?
Depois demonstra-se o humano que todos somos… e ficamos ofendidos porque nem eu sou o que todos querem… nem todos são o que espero…
Ironia das ironias? Se aceitássemos todos os defeitos e virtudes… as atitudes como próprias e as assumíssemos se calhar… mas só se calhar… seriamos todos muito mais felizes!
Namasté

4 comentários:

Anónimo disse...

Verdade verdadinha....
Se há pessoa a quem eu aponto defeitos sou eu mesmo (os que tenho e os que não tenho mas tenho a mania que tenho) a minha grande vítima sou eu própria!
Apontar defeitos aos outros, todos o fazemos se bem que já não o faço tanto como fazia...cada um é como cada qual e as acções ficam com quem as pratica e etc e etc :) Há coisas para as quais já não tenho paciencia e já não ligo... mas continua haver atitudes que magoam de quem menos esperas...mas c'est la vie!
beijinhos grandes
OlgaM

Utena disse...

Olga,

Magoa sempre... mas se ponderarmos bem depois da magoa estar um pouco mais atenuada muitas vezes vemos que os indícios sempre estiveram lá!
O problema é que não os queremos ver!

Beijinhos lindinha pequeninha

FireHead disse...

Até me veio um arrepio pela espinha acima ao ler isso. E não é que é mesmo a mais pura das verdades? Isso acontece porque as pessoas não aceitam simplesmente as outras pessoas tal como elas são e, ao invés, parece considerarem-se no direito de exigir qualquer coisa recíproca sem conhecer realmente as motivações, as paixões e as visões que moram do outro lado de lá. E é também por este motivo que a vida me ensinou a não esperar muito das pessoas, pois todas elas invariavelmente nos desiludem quando menos esperamos. E eu, claro, também não sou nenhuma excepção. Mas sou o que sou e procuro aceitar os outros por serem como são.
Telhados de vidro todos nós temos e tão fácil é caírmos na tentação de jogar pedras...

Utena disse...

Cruzado,

Eu arrepiei-te?
Ui... isso é que é capacidade =P
Agora a sério sim concordo contigo tem-se muita tendência de atirar as pedras sem verificar antes o telhado...
Eu prefiro guardar... e depois fazer mira certa.

Beijinho