sábado, 12 de maio de 2012

Será inocência minha?

What you see is what you get! Sou assim mesmo... não mudo porque me dá conveniência ou porque supostamente o devo fazer para agradar alguém!
Para mim as pessoas não mudam, aprimoram! Chamem-me inocente, crédula ou cínica a verdade é que para alguém como eu que não entende certos comportamentos mundanos (ou humanos) atitudes de variação de personalidade têm apenas um nome. Falsidade!
O facto de mostrar o que realmente sou tanto a quem me conhece hoje, como a quem me conhece à anos faz de mim inevitavelmente mais odiada que amada.
Digo o que penso, se calhar não da maneira mais soft confesso, mas quem comigo lida sabe que o que espera hoje será exactamente o mesmo que terá amanhã.
Quando não quero que saibam ao certo como sou... não mostro...não falo...observo!
Não entendo, aliás sinto-me mortalmente ofendida quando lido com pessoas que de um momento para o outro viram o discurso com uma velocidade de fazer inveja a qualquer politico deste país.
Palmadinhas nas costas tendem a ter para mim hoje em dia a mesma consistência de facadas profundas e acutilantes que nos tiram o fôlego e mesmo quando num momento de profundo desespero dizemos que não tornamos a cair no mesmo...ou que confiamos pela última vez a verdade é que acabamos sempre por voltar a ser facilmente iludidas porque queiramos ou não temos a terrível mania de achar que quem nos rodeia se rege pelos mesmos ideais que nós.
Lidar com esse tipo de comportamento tem tanto de dificil como de saturante... saber geri-lo é uma arte que confesso nunca será a minha intenção aprender.
Custa-me chegar aos 34 anos e ver que cada vez menos tenho confiança na capacidade humana... mas mais que isso é dificil para mim engolir que para se saber ser...tem de se saber parecer!
Acabamos por nos acostumar a aceitar as mudanças de atitude, os comportamentos inexplicáveis como algo normal... como se fosse tão banal como beber um copo de água porque sentimos sede.
O problema? É que continua a doer como o caraças... e eu pergunto-me será inocência minha ou apenas teimosia que teima em cegar-me quando na minha frente continua a desfilar exemplos intermináveis de personalidades que nada são o que mostram e que quando mostram a real face fariam as crianças do mundo comer a sopa sem ser preciso insistir muitas vezes.
Enfim...nestas alturas o ideal mesmo é fechar os olhos e recordar aqueles...poucos que nos fazem sorrir de uma maneira tão pura que chega a ser simples!
Porque verdade seja dita não existe nada mais fácil que fazer alguém sorrir quando se o faz com sinceridade.
Bons sorrisos... que sejam como os diamantes...eternos!

18 comentários:

Moi disse...

A vida é mesmo assim... ensina-nos da pior forma, ou não... às vezes pergunto-me o que andam certas almas cá a fazer, será naturalmente para olharmos e não desejarmos jamais sermos como elas.


E o que importa no meio disto tudo, é o que realmente nos faz sorrir de forma simples, como dizes... o que é realmente cada vez mais raro!





Beijos


ps: há muito não passava por aqui, aliás há muito não comentava um texto teu! :-)

Anónimo disse...

Posso ser eu que sou esquisita, mas prefiro pessoas frontais e honestas do que pessoas que estão com meias palavras. Talvez seja por ter mau feitio e muitas vezes ter o coração demasiado perto da boca... e quando dou por mim lá estou a responder à letra a quem diz as coisas em tom de piada ou pelas tais meias palavras. Sempre que me sai um tiro daqueles penso para mim própria se não seria melhor treinar o meu auto-controlo.
beijinhos,
OlgaM

Utena disse...

Moi,

É verdade andas sumida.
A verdade é mesmo essa aprender com os erros seguir em frente

Beijos

Utena disse...

Olga,

Eu conheço-te és sincera directa.
Sabemos o que contar contigo... e isso faz de ti o especial que és.

Beijo

foxos disse...

As coisas e as pessoas não mudam, a nossa forma de relativizar ou não a importância delas sim! Muda!

Andas a dar muito tempo de antena a coisas sem interesse...

FireHead disse...

You are what you are. :)

O que os outros são... é com eles.

Beijinhos e bom domingo.

Álvaro Lins disse...

Mais uma vez me repito: gosto do teu pragmatismo:)!
Bjo

Enigma disse...

Para a frente é que é o caminho...
realmente a muita gente falsa(tipo 2 caras)esses lixo...

beijinhos...

Catarina disse...

Hum o pior é quando não se sabe falar, ou quando falha a sensibilidade, falo por mim, essa coisa de dizer o que penso nem sempre me traz bons frutos, inclusive já houve pessoas a afastar-se de mim por causa disso :p

Mas olha, eu costumo dizer que o facto de eu ser assim traz umas vantagem, quando disser que estás bonita é porque acho mesmo que estás realmente bonita...

Um beijo Ruivinha linda*

Utena disse...

Foxos,

Quando a amizade é traída tem direito a ter todo o tempo de antena no mundo.

Utena disse...

Fire,

Desde de que isso não mexa com a minha forma de estar.

Beijo

Utena disse...

Álvaro,

Mais uma vez agradeço...

Beijo

Utena disse...

Enigma,

Só me questiono porque...

Beijo

Utena disse...

Catarina,

Essa é a vantagem de lidar com gente honesta.
Sabemos sempre com o que contar.

Beijos

Black Angel disse...

Minha querida..como TE entendo ;)

Aprendi tarde..mas aprendi..deixei de dar importância a quem não a merece..vivo para mim..amizades verdadeiras ainda não as encontrei..por isso é um dia com uns outro com outros e vai-se levando..não há saturação..

E siga pra bingo porque e que importa é VIVER!!!

Beijo TE com um sorrisso enorme nos lábios..ÉS LINDA!!!

Utena disse...

Black,

A verdade é mesmo essa viver sem nunca passar por cima de ninguém e ser feliz sempre!

Adoro TER-TE por aqui beijo enorme minha linda

AC disse...

Também me sinto assim, tantas vezes que as pessoas me desiludem, me magoam.
Prometo sempre a mim própria que não volto a cair no mesmo erro, mas acabo por o fazer e fico furiosa comigo mesma...:)

beijo enorme ruivinha

Utena disse...

AC,

Tentamos ver o melhor dos outros... mas sabes? Dói sempre muito as facadas.

Beijo guerreira