segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Gosto tanto!

Todos nós temos "ódios de estimação" certo? Uns mais que outros.
Eu já tive mais, chego a conclusão que a medida que vou envelhecendo, se não me nascem muitas rugas, vou pelo menos adquirindo uma paciência para além do normal, que me faz ver as coisas com mais calma, menos nervos e muito mais sarcasmo!
Acho que a vantagem de saber envelhecer é mesmo essa, ter a capacidade de ver a vida de um outro ângulo, que nos leva a resolver as coisas de uma forma mais calma, mais cínica... muito mais divertida.
Existe no entanto um daqueles ódios que têm vindo a crescer, daqueles que me pêlo por puder exercer mais um bocadinho do meu exercício favorito.
Chama-se "desancar em bancários e instituições a que pertencem!"
A sério sempre detestei a mentalidade daquele grupinho queque com ar de superioridade que coabitam com os demais mortais. Aliás se pensarem bem nisto um bancário é fácil de ser reconhecido no meio da população geral.
Andam sempre em grupos, por norma trazem um modelito a cair para a época da avô com traços mal amanhados de modernidade, quando se cruzam com alguém simulam um sorriso amarelo de cumprimento. Não se misturam, não se abrem a alternativas... vivem com a cartela estudada das regras, planos e ideias das suas próprias instituições.
Aqui nesta altura sei que estão a pensar:
"Mas Utena Maria não são todos iguais, não os podes julgar assim!" (confessem vá que estão a pensar isso) e eu digo... claro que não!
Em todo o lado existem excepções a regra, bancários humanizados que procuram onde não lembra o diabo tentativas de ajudar os seus clientes, que sofrem com eles! Eu própria tenho uma gestora de conta assim... mas sejamos honestos e pouco politicamente correctos, são raros certo?
Hoje tive mais uma vez a hipótese de exercer esse meu desporto tão amado e tão pouco utilizado, fui ter uma conversa pé de orelha com o gestor da minha avó, que porque sim sem dar cavaco a ninguém lhe reduziu os juros da sua conta a prazo para menos de metade... aliás o valor de tão ridículo deveria ser colocado no top das tentativas alarmantes de enganar alguém!
E a beleza disto? A beleza disto é saber que ainda existe quem ache que com conversas mansas e olhares de carneiro mal morto me levam no bico tal qual cegonha transporta o bebé da idiota que acha que se esquecer da pílula por um dia não trás problemas.
Resumindo? Lá tive eu de explicar ao senhor que um gestor é só e apenas alguém que tendo uma carteira de clientes deve antes de mais se preocupar em defender os seus interesses... com contactos, informações e alternativas!
Que um banco e correspondente funcionário apenas funciona porque os tansos (que são ignorados e a quem fazem e actuam da forma como bem entendem) colocam lá o dinheiro!
E que no dia que nos der a louca e todos se aperceberem que não é o estado que governa este país mas o BP e nos lembramos de retirar o dinheiro todo das contas e os deixarmos então a trabalhar com o que chamam  "dinheiro do banco", dinheiro esse que fazem o "favor" de emprestar a juros altíssimos e que quando usam o que lá está não pagam a ponta de um..... chavelho e ainda chamam deles vai ser pior que um  final de tarde no cabaré da coxa!
Mas isso sou eu que digo, que como consultora e vendedora coloco sempre a frente dos meus interesses os meus clientes, aqueles que me FAZEM O FAVOR de utilizar os meus serviços ou comprar as minhas peças.
No fundo é como diz Bob Hope:
"Um banco é um lugar que te empresta dinheiro se conseguires provar que não necessitas dele." 
Namasté!

10 comentários:

Bernardo disse...

"Um banco é um lugar que te empresta dinheiro se conseguires provar que não necessitas dele." o problema é que se pedes é porque necessitas ;D

Utena disse...

Bernardo,

Ora aí é que esta o busílis da questão.

;)

JP disse...

Também não gosto muito de Bancos (os bancários são outra coisa....se bem que concorde contigo nalgumas coisas; alguns parecem bandos de pardais aos almoços, às migalhas).

Os meus ódios de estimação, agora são outros. Também usam gravata, e fazem passear em brutas máquinas que eu ajudei a pagar.....

Beijo

Pseudo disse...

Ora nem mais. Cada vez mais me apetece tê-lo debaixo do colchão, pois tb tenho ma conta assim: mais dinheiro, mas menos juros mensais...impressionante.

dom disse...

Oh God ... como eu amo esse teu "mau" feitio ... ahhhh ... mas tu ainda disseste "shhhhhht" ... eu era logo "tu o que páaaa ??? " :D

LOVE YOU !

Utena disse...

JP,

Cada um com o seu ódio!
No caso desses devemos ter a consciência que quem os coloca somos nós e que temos todo o poder de os tirar de lá.

Beijos

Utena disse...

Pseudo,

Eles usam e abusam do que é nosso e nós ainda temos que agradecer por cima

Utena disse...

Dom,

Em certas coisas temos de estar acima deles... e fazer isso seria baixar a um nível que nem eu nem tu nos identificamos.

Love u2

Anónimo disse...

loool
esta é a minha mana, looool!
mas com estes seres temos mesmo de estar com os olhos bem abertos... senão acontece o que aconteceu! e olha que deve ter sido dificil nao agarrar o tipo pelos colarinhos e explicar-lhe o que deve ou nao fazer um gestor de conta.. isto é para além de assinar os emails e apregoar que é gestor de conta, enquanto se borrifa por completo em quem coloca lá o dinheiro.. será que ele ainda nao percebeu o obvio?

beijinhos,
Margarida :)

Utena disse...

Mana,

Consigo imaginar eu em Obelix enquanto lhe explico a base dos tabefes porque não se deve brincar com as pessoas!
Oh pá e eu posso fazer tranças e tudo

:)
Beijos