quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Sensualidade.... Ainda existe?

Hoje dei por mim, sentada em frente do meu monitor a pensar que me apetece "escrever" sobre algo diferente. Não sou muito de ir contra aquilo que a minha mente me pede para fazer e estive aqui a pensar no que gostaria de desenvolver que ainda não o tivesse feito.
Passo bastante tempo em contacto com o publico, a minha vida seja por ter seguido o sonho, ou por ainda fazer aquilo que estudei para, tem muito a ver com o lidar com diferentes tipos, estilos e personalidades… Homens, mulheres, crianças, adolescestes e alguns híbridos indefinidos que muitas vezes se cruzam no meu caminho.
Devido a isso acabei, por me moldar de forma a assumir muitas vezes, tal qual camaleão diferentes estilos e posturas, que se por um lado podem não ter nada a ver comigo servem como um fato para uma personagem que me permite relacionar com todas as pessoas sem colocar em risco a minha sanidade mental e paz de espírito.
Ora o meu dia-a-dia permite, observar tal qual espectador de um filme que entra a socapa no cinema, sem ser visto, as pessoas na sua descontracção e “estupidez” natural sem se preocuparem com a imagem que querem transmitir mas sim aquela que realmente lhes é pessoal.
Se por um lado posso apanhar sustos de morte, ataques de riso, ou mesmo ficar incrédula e sem conseguir reagir durante breves instantes, noutras dou por mim a pensar que a sensualidade esta em extinção na raça humana.
As coisas estão a tornar-se simplesmente nisto, a sensualidade passou a sexualidade ou seja se eu fizer um buscar no Google por exemplo, tal qual sempre faço para encontrar uma imagem que acompanhe e descreva o meu texto, 99% das que apanho muito pouco consistem em sensuais mas sim em sexuais… onde dois corpos, em posições lascivas, enroscados um no outro nos dão a prefeita noção daquilo que quererá estar por trás.
Acreditem eu gosto de sexo, bem feito é um dos momentos de maior prazer e paz que se pode alcançar, divido com quem se ama, não tem explicação. Sou confesso sem falsos pudores ou parvos moralismos algumas vezes puramente sexual, onde o sexo é apenas isso, uma entrega animalesca, uma busca de conforto puramente e exclusivamente sexual.
Mas na maior parte das vezes, sou sensual, sou digo isso com a certeza de quem se conhece até ao fundo da própria alma, de quem sabe exactamente o que é e o que quer.
Dou valor a sensualidade, adoro-a, entrego-me a ela… adoro a sensualidade existente numa musica, numa dança, numa conversa, numa troca de olhar onde nada se diz apenas se mostra…. Gosto de quem sabe ser sensual, de quem me faz ser sensual…
A sensualidade para mim é quase como uma luta entre dois seres, sem obrigatoriedade de serem de sexos opostos… pode existir no mesmo sexo, porque o facto de o usarmos significa que a outra pessoa nos faz ser atractivos, nos faz entrar no jogo de sedução onde a conversa flui mais facilmente e o que é dito é mais compreendido pois não o é apenas em palavras mas também em gestos e olhares.
Gosto inclusive do jogo da sedução, com estranhos, onde ele é controlado por mim, mas que me ajuda no meu dia-a-dia laboral, pois em parte ser sensual consiste em “levar a água ao nosso moinho” sem atritos ou discussões que não levam a nada e só nos fazem ficar cansadas e com rugas… claro que muitas das vezes não temos paciência para isso, eu sei isso muito bem onde mando a sensualidade as urtigas levanto o nariz e parto para o bate boca literal, em ambos os casos as coisas acabam eventualmente a serem feitas a minha maneira, mas da primeira as coisas são muito mais fáceis de levar.
E depois temos o que mais prazer me dá, pelo menos a mim que é o da sedução com quem gostamos, uma roupa que revela sem nada mostrar, um olhar que aquece sem haver toque, uma palavra junto ao ouvido…banal sem significado mas que nos arrepia até a alma, um beijo inocente acompanhado de um toque sedoso da língua… um abraço… uma sugestão… uma dança…
A sensualidade é isso, é o controlo do nosso corpo usado para seduzir o outro, a mente, a vontade…
Uma entrega ao acto mais sensual e poderoso que existe depois de termos dado durante algum tempo algo de nós, não é um instante…. É um momento único… é algo memorável e delicioso.
Por isso e porque observo tanto no meu horário laboral pergunto-me onde para isso, onde para a sensualidade… não a vejo…pior não a sinto.
Hoje é tudo muito carnal, onde quando menos entrega existir melhor… eu gosto da dança… do fogo…. Das regras a serem quebradas… do perigo que a sensualidade exige do fazermos as coisas correrem conforme a nossa vontade… de sermos levados conforme a vontade de outro….
Exige inteligência, conhecimento, tempo, entrega… prazer! Prazer sem ser físico, que é o que vejo que as pessoas procuram hoje em dia.
Vivemos na época das fast food… das comidas rápidas de plástico… dos encontros fugazes no banco de um carro…
Eu gosto da comida temperada… feita com tempo, apurada em lume brando… para depois ser degustada e não comida a presa com os olhos presos no ecrã ou no mostrador do relógio…
Eu gosto de tudo que envolve esforço…luta…conquista! No resumo o que é a sensualidade se não isso mesmo… o esforço constante para agradar a nós e aos outros!

6 comentários:

M. disse...

Verdade que hoje o sexual tem a primazia sobre o sensual. O óbvio sobre o escondido.

Não estamos melhor. Banalizamos o que nunca o deveria ter sido. Não há nada mais aborrecido, cumprida a função lol, do que um filme porno.

A sensualidade é outro nível. Um patamar superior. Não é para todos.

Ainda bem.


Belo o teu texto.Bela a sensualidade.

Utena disse...

Pois infelizmente há de tudo até dos que se esqueçem de tirar as meias... até me arrepiei e não é pelos bons motivos...
:))
Deixem as coisas levarem o seu tempo.... vale tão mais a pena.
:P
obrigada os teus comentários completam sempre muito bem as minhas escritas

silvioafonso disse...

.

É por isso e não por aquilo
que eu sigo o seu blog.
Faça-me feliz, siga o meu.

silvioafonso


.

Utena disse...

Olá Silvio,

Vou ja dar uma vista de olhos ao seu.
Obrigada pela visita

TILIDA disse...

Híbridos não são aqueles automóveis coisos?
Sensualidade em extinção nã...Ainda não viste eu!
Utena a sensualidade é uma filosofia e uma forma de estar e ser na vida...Conquistar os outros e ao nosso Eu...
Beijinho*

Utena disse...

Sem duvida Tilida concordo só acho é que as filosofias andam erradas ultimamente.
Beijinho