quinta-feira, 16 de junho de 2011

Alguém me empresta um espelho?... mas daqueles de aumento!


Mas que merda é que se passa ultimamente com o mundo?
F@da-se está tudo louco e esqueceram-se de me enviar um comunicado a anunciar essa mudança de estado de espírito?
Será que hoje em dia deixamos de prestar atenção aos valores ou foram os valores que mudaram como que uma idiota evolução de espécie!
Ou então a culpa é minha, vai na volta é mesmo minha! Não sei explicar em que campo poderá ser mas começo sinceramente a pensar que numa qualquer noite destas que dormi pesada e ausente do mundo algum cirurgião sádico e masoquista escreveu-me na testa a palavra: ”COME-ME”!
E que ironia do destino eu não a consigo ver mas por um qualquer acondicionamento do Universo os idiotas deste país a vêm!
Se por um lado 50% de quem se cruza no meu caminho não sabe como é possível eu estar sozinha… e nesses 50% inclui-o homens e mulheres… que olham para mim como se de uma demente me tratasse que está a um passo de ser internada porque não lhe interessa perder o seu tempo com promessas vãs que não levam a lado nenhum…
Os outros 50% acham que estou aberta a aventuras conjugais… e também neste caso são homens e mulheres! Porque estou sozinha e estou aberta e disponível a coisas que a aconteceram serão decididas uni exclusivamente por mim e por ninguém mais!
Não sou puritana… não sou pudica e muito menos inocente ao ponto de achar que numa relação não existe traição… aliás sou cínica o suficiente ou talvez realista para ter a plena consciência que pelo menos uma vez na vida traímos ou fomos traídos!
E por mais que isto posso escandalizar alguma mente ainda pequena deste país que tanta dificuldade tem em largar velhos e gastos costumes não acho que a culpa morra solteira mas acredito que num caso de traição a culpa esta num esquema de 70%-30% onde os 70% cabem a quem tem compromisso e gosta de morder pernas alheias!
E por norma tenho aliás o suficiente sangue-frio para levar propostas numa de desportiva… num jogo do fingido “não entender” que resulta e funciona como um abre pestanas a quem faz a proposta que me deixa em paz com um “até um dia destes depois falamos”
Mas confesso que hoje me arrebentou a bolha e me fez soltar a tampa com uma força daquelas quando á minha pergunta:
“Olha lá mas tu és parvo? Gostavas que a tua mulher te fizesse o mesmo? Alguma vez te dei indicação de alguma coisa?”
Recebi como resposta:
“Vamos tentando uma vez alguma cai… e sinceramente se eu não soubesse que estava a ser traído estava-me a cagar!”
E a verdade é que fiquei sem palavras entre a vontade de o mandar apanhar nos entre folhos do cú e lhe dar uma bofetada bem assente na cara!
No fim fiquei-me pela típica praga:
“Espero meu cabrã@ de merda que te ponham uma parelha tão grande que deixes de conseguir levantar a cabeça! A de cima e a de baixo por pelos menos 10 a 15 anos e no entretanto eu vou bloquear o teu nome nos meus contactos!”
Porque sinceramente pior que ser traidor é ter a incapacidade de ser fiel a si mesmo!
E no fim disto eu pergunto-me papeis? Anilhas? É isso mesmo que conta para manter um casal unido? Leal a si mesmo e ao compromisso que assumiu?
Talvez seja eu que esteja a ver mal as coisas mas para isto… eu fico muito bem sozinha obrigada!

18 comentários:

Nokas disse...

Acredita que haja casos por vários motivos, mas isso é uma parvoíce de todo o tamanho!

M. disse...

Deverias pedir a opinião da mulher dele:)

Quando digo que não gosto da estupidez, porque dela emana a merda toda...

:)

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Utenamiga

Não é, não senhor. Tens muitíssima razão no que escreves. Ainda que com algumas ressalvas...

A Raquel e eu vamos fazer 48 anos de casados em 26 de Dezembro... se lá chegarmos... rsrsrs

O nosso primogénito, o Miguel, nasceu em 28 de Setembro de 1964, nove meses e dois dias após... Pontaria? Nem por isso; o jovem podia ter nascido a 1 de Abril - e não seria por ser o dia das mentiras... Viria perfeitinho.

Nunca atraiçoei a minha mulher; e tenho a certeza (presunção e água benta...) que ela tampouco o fez. Não é necessário. De todo. E rio-me dos que me consideram ingénuo, parvo, distraído ou... maricas.

Qjs

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Trair porque sim... faturar porque sim... recolher troféus porque sim... sou contra e incomoda-me esse tipo de gente!

Obviamente somos humanos e podemos sentir uma atracção por alguém mesmo tendo uma relação... mas isso é obviamente algo esporádico e não o tal: Vou tentando até alguém aceitar!

Utena disse...

Nokas,

A verdade infelizmente é que ele não é caso único

Utena disse...

M.

Sim dever devia mas só quero distancia desta gente!
Sim a estupidez é assustadora

Utena disse...

Henrique,

Vivam as excepções são elas que ainda me fazem acreditar que o Homem tem solução
Beijos

Utena disse...

Especialmente,

Hoje vive-se rapido demais a querer aprender e apreender demasiado.
Resultado?
Não se vive... sobrevive-se

Rafeiro Perfumado disse...

Calma, jove, calma! E espero que a boca do "morder as pernas" não tenha conotações caninas! ;)

Beijoca, do mais respeitadora que existe!

Cacarol disse...

Parece que combinamos falar as duas de estupidez...Mas sei do que falas mas não me incluo em nenhuma das partes!Beijinhos*

Utena disse...

Rafeiro,

Nunca jamais em tempo algum... sei bem que o Rafeiro além de perfumado é um autentico cavalheiro!
Beijinho

Utena disse...

Cacarol,

Sim a estupidez tem pano para mangas... existe sempre uma especie nova

Sonhadora * disse...

Esses tipos deviam ser todos desmascarados e capados! Nojentos!

Utena disse...

Sonhadora,

Existe dos dois lados amiga... a verdade é que o mundo esta assim... triste

pink poison disse...

O assunto que me interessa aqui é a forma como alguém se dirige à Utena... Porque o outro, assunto, já tive oportunidade de expor o que penso mas não é preciso entrar a matar!
Beijoquinha, Utena, a pink sara a as feridas... :)

Utena disse...

Pink,

Não existe feridas porque a Utena não se magoua com quem não vale a pena!
Ando apenas cansada com a hipocrisia da vida!

Álvaro Lins disse...

Pelos vistos cais mesmo de pé:)!~
Boa parte dos homens pensa que traição só eles é que podem, pois quando casam, (ou similar) fazem dois pedidos:
-Oxalá que a minha mulher me não atraiçoe.
- Se me traír, oxalá eu não saiba!
O que descreves, enquadra-se neste grupo.
Bjo

Utena disse...

Álvaro,

E tal como os gatos também tenho sete vidas.
E pouca paciencia para a capacidade que as pessoas têm de esquecer votos... promessas.

Beijos