quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Diz-me!

Diz-me para que servem as promessas… as juras inflamadas…
Diz-me porque me agarraste nas mãos e com a voz rouca e os olhos brilhantes de lágrimas, prometeste estar sempre ali… sempre do meu lado… constantemente presente…nunca ausente…
Diz-me para quê serviram os sonhos que se formaram no redor dessas promessas falsas e dessas juras vãs…
Alguma vez te pedi alguma coisa…te exigi mais do que aquilo que te dei? Mais irónico ainda alguma vez te exigi algo pelo que te dei?
Não!
Alguma vez te questionei…indaguei… pedi?
Não!
Então explica-me se puderes algum dia porque deitaste ao vento juras sagradas…promessas ousadas… porque me fizeste construir castelos em areias movediças que no fim fizeram aquilo para que existem… engoliram o que não tinha futuro!
Não confio nas promessas… não aceito as juras. Culpo-te a ti por isso… martirizo-me a mim disso!
Alguma vez me ouviste jurar…prometer… inflamar o que sinto? Não vais ouvir… nem tu nem ninguém.
Certas coisas não se dizem mostram-se…outras repetem-se varias vezes sussurrando ao ouvindo…murmurando com os olhos!
Julgaste-me propriedade…um qualquer pedaço de carne premiado bonito de expor… delicioso de mostrar… não contaste com o coice? Tantas vezes te avisei.
Já lá vai um ano!
As feridas ficam… a mágoa ao contrário do que dizem não passa… mas a lição aprende-se!
Não confio nas promessas… não me fio nas juras mas mantenho-me o que sou!
Apaixonada… lutadora …selvagem!
Quem me quer aceita-me! Para eu querer? Tantas coisas têm de ser provadas!
Não conseguiste tornar-me amarga… mas fizeste-me ser mais mulher… mais real… mais eu!
Perdeste… não a batalha a guerra!
Não te guardo rancor… nem pena…nem ódio! Não me dizes nada mais.
Não será esse pois o pior que por nós podem sentir?
Não quero mais promessas… esqueçam as juras!
Entreguem-se... vivam… amem...

6 comentários:

Anónimo disse...

Entrego-me sempre, vivo sempre, amo sempre sem reservas... o que vier depois vem.... sem arrependimentos! Ficam as memórias boas!
São lições que se aprendem e isso é o mais importante!
Torna-nos mais fortes por isso obrigado pelas lições e votos de uma vida boa, certo?
beijinhos,
OlgaM

Nokas disse...

Cheira-me a desilusão...

Utena disse...

Olga,

Sempre. Passa a mágoa fica a vivência.

Beijinhos

Utena disse...

Nokas,

E cheira-te bem...

Pseudo disse...

Utena, tens selo lá em casa.

Utena disse...

Pseudo,

Obrigada já lá passo